10 livros para a fase de alfabetização

Os livros para a fase de alfabetização são grandes aliados no desenvolvimento da memória e do vocabulário da criança. Especialmente quando lhe oferecemos um acervo diversificado! Mas que livros são mais interessantes nesse momento em que os pequenos começam a dominar a escrita e a leitura?

Como escolher livros para a fase de alfabetização

A alfabetização é um momento de experimentação! Nesse período (e, em nossa opinião, em todos os outros!), a poesia é uma opção maravilhosa. As figuras da linguagem e as rimas certamente enriquecem o repertório do pequeno e ainda mostram diferentes usos da linguagem.

É muito interessante, também, pensar na relação entre palavra e imagem. Quando os pequenos começam a ler sozinhos, é comum se pensar que os livros ilustrados serão deixados para trás. Mas, pelo contrário, eles podem ajudar as crianças a desenvolver uma série de competências. E, ainda, ajudam a relacionar essas duas linguagens e criar um terceiro significado a partir delas. Então, é uma atividade intelectual muito potente!

Além disso, uma vez que buscamos incentivar o gosto pela leitura, livros para a fase de alfabetização podem ser histórias de qualidade literária com assuntos do interesse da criança ou questões muito presentes em seu convívio. Portanto, é válido considerar o que o seu filho gosta e que temas são importantes para essa fase de sua vida!

E lembre-se: livros para a fase da alfabetização não precisam conter textos muito longos. Afinal, textos curtos também pedem um repertório, determinado domínio da língua e fôlego de leitura.

Conheça 10 livros para a fase de alfabetização

Para ajudar nesse processo, trazemos aqui uma lista de livros para a fase da alfabetização que abordam temas variados, como autoestima, criação de identidade, diversidade cultural, meio ambiente, entre outros. Dessa forma, você pode explorar diversos assuntos e ainda ajudar seu pequeno durante a alfabetização. Aproveite as leituras!

1. De onde nascem as flores

de onde nascem as flores livros para a fase de alfabetização
Escritor: Daniel Ianae
Ilustradora: Anna Charlie
Editora: Semente Editorial

Este livro, um lançamento exclusivo do Quindim com a Semente Editorial, fala sobre um assunto muito importante para os pequenos: a construção de identidade. Certamente, é natural durante toda a vida que busquemos um grupo ao qual pertençamos. Entretanto, nesse processo, a nossa identidade pode parecer quase uma inconveniência. Um incômodo. E é isso o que acontece com a personagem, que se sente tão diferente de todos. Mas, quando a identidade é perdida, a saudade vem. Enfim, ela se reencontra consigo mesma, encontra no ato de ser quem é uma grande força. O acolhimento, que nunca foi realmente perdido, agora a envolve por completo. E ela se permite o espaço para florescer. Afinal, a busca pela nossa identidade não é fácil e nunca termina. Estamos eternamente em formação. Ganhando novas flores e novas cores.

2. A grande fábrica de palavras

a grande fábrica de palavras livros para a fase de alfabetização
Escritora: Agnès de Lestrade
Ilustradora: Valeria Docampo
Editora: Aletria

Esta obra trata sobre o valor das palavras e sobre como as utilizamos. Com delicadeza e utilizando a força da literatura, expressa como o que se diz pode ser diferente do que o que se sente. Esta história utiliza o recurso da metáfora para abordar a dificuldade de se expressar em uma sociedade desigual. Assim, mostra que a palavra tem um valor capital e pessoas com baixo acesso aos bens culturais são prejudicadas. Além disso, traz o valor do amor e da sinceridade como um meio para superar essas dificuldades. Ter acesso às palavras, ao conhecimento, tem um certo custo.
Afinal, quem não tem acesso não consegue se comunicar como quer, e isso impacta na comunicação com todos ao redor, atrapalhando inclusive em uma ascensão socioeconômica. Por isso, a importância de darmos acesso às crianças, desde muito cedo, a diferentes informações, a um vocabulário amplo e a leitura. Este livro é uma ótima opção entre nossos livros para a fase da alfabetização.

3. Guayarê

guayarê livros para a fase de alfabetização
Autor: Yaguarê Yamã
Editora: Biruta

Este livro chegou como lançamento exclusivo pelo Quindim! Ele conta uma história, mas não é uma história inventada. O personagem pode até não ser real, mas, a partir dele, o autor nos traz informações sobre uma realidade que talvez não conheçamos. O pequeno Guayarê fala de seu povo, de seu cotidiano e das suas brincadeiras. Os Maraguá vivem na Floresta Amazônica, assim como aproximadamente 50% dos quase um milhão de indígenas brasileiros. Mas grande parte dos brasileiros pouco conhece sobre eles.
Embora saibamos que conhecer diversas culturas amplia nosso universo, nos fazendo entender a pluralidade de realidades e olhares sobre o mundo. Nesta obra bilíngue, os textos são apresentados tanto em português quanto em Maraguá. Muitas línguas indígenas brasileiras originalmente não eram escritas, eram aprendidas e repassadas apenas oralmente. Então, criar um registro escrito, definindo as regras gramaticais, é um passo importante para a preservação dessas línguas e, por consequência, desses povos.

Leia também: 5 erros sobre os povos indígenas que você precisa abandonar

4. Andreia baleia

andreia baleia livros para a fase de alfabetização
Autor: Davide Cali
Ilustrações: Sonja Bougaeva
Editora: Livros da Raposa Vermelha

Quarta-feira é dia de aula de natação, mas o momento que era para ser de diversão e descontração é causa de muita ansiedade para Andreia. A cada aula, as colegas a tratam mal, e ela se sente desconfortável com o próprio corpo. Mas, um dia, a menina tem uma conversa com o seu professor, que a ajuda a ressignificar sua visão sobre si mesma. E certamente isso é muito importante. Uma pesquisa realizada na Universidade de Washington com 200 crianças de 5 anos constatou que a autoestima construída entre elas era tão forte quanto a de um adulto. Por isso, este livro é tão importante na medida que ajuda os pequenos a lidar com diferentes perspectivas sobre si. E, ainda, contribui para que os pequenos pensem em si com um pouco mais de amor, de carinho.

Leia também: Autoestima: por que educar crianças para amarem seus corpos

5. Estranhas criaturas

estranhas criaturas livros para a fase de alfabetização
Escritor: Cristóbal León
Ilustrações: Cristina Sitja Rubio
Editora: WMF Martins Fontes

Os animais da floresta são convidados para uma festa e quando voltam não encontram mais suas casas: sua floresta havia sido devastada. Estranhas criaturas levaram as árvores embora. Nesta instigante obra, os autores nunca diferenciam os seres humanos (as estranhas criaturas) dos animais. Então, para resolver o problema, os animais da floresta usam as mesmas estratégias que os humanos lançaram mão para desmatar a floresta. Ao ignorar a pretensa hierarquia entre seres humanos e animais, nos colocam em uma posição muitas vezes incômoda, mas que nos faz pensar de maneira crítica a respeito do nosso próprio comportamento. O desconforto faz parte da obra literária: ela promove reflexões e nos tira da zona de conforto.

Leia também: Explicando para as crianças: quais são os impactos do desmatamento?

6. O rei

o rei renato moriconi livros para a fase de alfabetização
Escritor: Luiz Tatit
Ilustrador: Renato Moriconi
Editora: Jujuba

Esta obra fala sobre um tema sensível e, por vezes, doloroso: o reinício após se ter vivido um grande mal. Assim, por meio da alegoria de um reinado que precisa se reerguer, a obra fala sobre a capacidade humana de renascer após viver momentos de grandes dores. Afinal, todos temos exemplos de histórias de renascimentos, e todos vivemos essas histórias cotidianamente. A beleza do nascer do sol para um novo dia, de seguirmos adiante apesar das cargas que cada um carrega, o poder do recomeçar para quebrar o encanto que nos mantém presos a tantas amarras. Tudo isso é tema desta obra sensível e delicada de Luiz Tatit e Renato Moriconi.

7. Siga a seta

siga a seta
Escritora: Isabel Minhós Martins
Ilustrador: Andrés Sandoval
Editora: Companhia das Letrinhas

Neste livro, incontáveis setas ditam o caminho de todos. Até que certo dia um rapaz resolve parar entre uma seta e outra e descobre coisas incríveis.

Você já parou para pensar por que faz o mesmo caminho todo dia? Às vezes, é por mero costume, ou porque aquele caminho parece mais seguro (ou porque é o caminho que o Google Maps ou o Waze sugeriram). Mas uma forma muito interessante de conhecer a cidade em que se mora é se aventurar por novos caminhos de vez em quando. É não seguir as setas, é levar 5 minutos a mais para chegar ao seu destino, mas conhecer coisas maravilhosas no meio tempo. Com este livro, somos lembrados de apreciar a vida em todos os seus pequeninos detalhes.

8. O alvo

o alvo
Escritor: Ilan Bremnan
Ilustrador: Renato Moriconi
Editora: Moderna

Algumas pessoas parecem contar as histórias certas para nos sensibilizar. Parecem acertar nas palavras, dizendo exatamente o que precisamos ouvir. Este livro fala sobre um ancião com essa característica. E, se você conhece alguém assim, com certeza vai se identificar com essa história. Nesta obra, os moradores da cidadezinha pensam que o ancião sempre conta as histórias certas para cada problema, quase como se fosse mágica. Mas talvez o ancião apenas conte suas histórias e as pessoas que encontram nelas as suas interpretações e significados. Este livro já se tornou um dos queridinhos de nossa literatura infantil contemporânea!

9. Senhor cem cabeças

senhor cem cabeças sesi-sp
Autora: Ghislaine Herbéra
Editora: SESI-SP

Nesta obra, o personagem precisa escolher a cabeça que irá usar em um encontro muito importante. Conforme experimenta cada cabeça, emoções são despertadas… até ele perder a cabeça. Afinal, quando nos preparamos para algum evento, vestimos roupas adequadas àquele momento. E também nos preparamos emocionalmente para ele. Por vezes, o evento é tão importante para nós que nos desperta muitos sentimentos. As máscaras ajudam a nos proteger, mas podem fazer que percamos a espontaneidade que favorece a criação e o fortalecimento de conexão e intimidade. Além disso, o livro ainda conta com um glossário, indicando a origem de todas as máscaras que aparecem ao longo da história, e pode ajudar a ampliar o repertório cultural dos pequenos.

10. Leve

leve sandra dieckmann
Autora: Sandra Dieckmann
Editora: V&R

Os animais da floresta não gostam de saber que há um novo morador na caverna da colina. É um bicho estranho, que nunca viram antes. De longe e com medo, os animais o observam. Todos querem que ele vá embora, mas ninguém tem coragem de falar com ele. Só depois de algumas situações inusitadas que os corvos se aproximam para escutar sua história.
Na verdade, Leve é um urso polar que quer voltar para casa e reencontrar sua família, mas que se perdeu depois que ficou preso em uma calota de gelo que derreteu. Todo mundo está em busca de segurança, e infelizmente às vezes somos obrigados a abandonar nosso lar em busca dela. A casa de Leve literalmente desapareceu e só ao final da história os animais da floresta decidem o ajudar a encontrar sua casa e sua família. É uma obra muito sensível que nos ajuda a pensar nos impactos do aquecimento global.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *