7 brincadeiras com música para fazer em casa

Conheça brincadeiras musicais super divertidas para fazer com os pequenos!

Fala sério: quem não gosta de boas músicas? Elas nos acompanham durante toda a vida e são responsáveis por marcar momentos especiais na memória, fazer companhia quando estamos no carro, no ônibus, na academia ou em qualquer outro lugar, além de também aparecerem nas brincadeiras com música.

Introduzir essa forma de arte desde a infância ajudará a criar boas memórias com as crianças e fazer que as brincadeiras fiquem ainda mais divertidas, além de uma série de benefícios para o desenvolvimento de suas habilidades mentais, sociais e criativas.

Continue conosco para aprender mais sobre as brincadeiras musicais e como elas são excelentes para as crianças, além de conhecer algumas sugestões para fazer hoje mesmo!

Quais são os benefícios das brincadeiras com música para as crianças?

Quais são os benefícios das brincadeiras com música para as crianças?

Muitos, do desenvolvimento de habilidades perceptivas a sociais. É isso o que mostra o estudo The power of music: Its impact on the intellectual, social and personal development of children and young people, publicado no periódico International Journal of Music Education.

O estudo revisa evidências empíricas relacionadas aos efeitos de um engajamento ativo com a música no desenvolvimento intelectual, social e pessoal de crianças e jovens. Sua conclusão foi que há uma forte evidência dos benefícios desse engajamento com música durante toda a vida.

Na primeira infância, parece haver benefícios do desenvolvimento de habilidades perceptivas, que afetam o aprendizado da linguagem, posteriormente impactando na alfabetização, o que também é potencializado pelas oportunidades de desenvolver a coordenação rítmica.

A coordenação motora fina é melhorada ao aprender a tocar um instrumento, ao passo que a música também parece melhorar o raciocínio espacial, um dos aspectos da inteligência que está relacionado a algumas habilidades importantes para a matemática.

O engajamento com a música ainda pode melhorar a autopercepção, mas apenas se proporcionar experiências positivas de aprendizagem. Logo, as experiências musicais precisam ser proveitosas, trazendo desafios que possam ser solucionados pelas crianças e jovens.

É fato que algumas dessas habilidades aparecem quando se aprende a tocar algum instrumento, mas não há dúvidas de que as brincadeiras com música são um ótimo ponto de partida para que o pequeno mostre interesse nessa arte tão maravilhosa e, assim, tenha o desejo de aprender mais sobre ela.

Logo, mesmo com as devidas considerações, as brincadeiras musicais podem contribuir positivamente para o desenvolvimento de crianças e jovens e, por isso, merecem fazer parte das atividades divertidas feitas com os pequenos. Você pode conferir mais em nosso blog sobre música na infância: benefícios e dicas para estimular a criança

Veja também: Música na infância: benefícios e dicas para estimular a criança

7 brincadeiras musicais para fazer hoje mesmo

Brincadeiras com música: 07 brincadeiras musicais para fazer hoje mesmo

Além de ser agradável aos ouvidos, a música para brincar também é uma ótima companhia!

1 – Esconde-esconde musical

Esconda algum brinquedo musical, um rádio ou até mesmo seu celular em algum lugar da casa sem a criança ver e, depois de ligar o som, deixe-a procurar. Assim, ela pode desenvolver suas habilidades auditivas enquanto se diverte!

Conforme o pequeno melhorar na brincadeira, você pode escolher esconderijos mais desafiadores!

2 – Pequenos maestros

Separe algumas folhas de papel, lápis e gizes de cera. Escolha até quatro símbolos para representarem determinados sons (um círculo pode ser uma palma e um triângulo, um estalar de dedos, por exemplo).

Crie uma sequência musical e faça a criança “ler” a sequência para criar sua própria música. Isso ainda a ajudará a entender que a prática leva à perfeição!

3 – Estátua musical

Pegue um celular ou reprodutor de música e deixe as crianças dançarem enquanto a música toca. Depois de algum tempo, pause a música. Neste momento, elas devem “congelar” como estátuas, e quem não congelar ou se mexer é eliminado.

Continue a brincadeira até restar o grande (ou pequeno!) vencedor.

4 – Balé dos lenços

Pegue uma caixa de lenços de papel. Cada criança deve colocar um lenço sobre a cabeça. Quando a música começar a tocar, todos devem dançar, mas quem deixar o lenço cair no chão é eliminado. Se o lenço cair da cabeça, mas a criança conseguir pegar antes de chegar ao chão, ela pode colocá-lo na cabeça de novo.

Continue até ficar apenas o vencedor.

5 – As emoções da música

Escolha músicas que expressem diferentes emoções, como alegria, tristeza e raiva, por exemplo. Explique aos pequenos que o objetivo do jogo é mostrar que a música pode nos fazer sentir algo diferente às vezes e incentive-os a mostrar essas emoções enquanto dançam.

Toque as músicas e veja como eles dançam. Essa é uma das brincadeiras com música que ajuda os pequenos na identificação de suas emoções.

6 – Limbo musical

Entre as brincadeiras com música, essa é uma das que demanda mais esforço físico e, por isso, pode ser até um exercício com os pequenos.

Pegue uma corda, vassoura, varão de cortina ou qualquer outro objeto comprido e deixe-o na posição horizontal, com um adulto segurando de cada lado ou com um dos lados apoiados na parede ou em outra superfície.

Deixe a música tocando e peça para que as crianças passem por baixo da corda ou do objeto sem encostar nele. A cada nova rodada, abaixe um pouco a altura.

Quem conseguir ir mais baixo sem encostar no objeto vence!

7 – Batata quente musical

Quando se fala em brincadeiras musicais, a batata quente é um clássico, que pode ser incrementado com o uso de outras músicas ao invés do tradicional “batata quente, quente, quente… queimou!”

O funcionamento é o mesmo, mas com outra música para guiar a brincadeira. Pegue um objeto e deixe que as crianças passem uma para a outra rapidamente enquanto a música toca. Quando ela parar, quem estiver segurando perde!

Para ficar ainda mais emocionante, a pessoa que está controlando o celular ou reprodutor de música deve ficar de costas. Assim, ela não saberá quem será eliminado.

Você pode conferir em nosso blog mais dicas divertidas para entreter as crianças: 15 atividades para a quarentena.

Veja também: Como entreter as crianças? 15 atividades para a quarentena

Torne as brincadeiras com música parte da sua rotina com os pequenos!

Além de apresentá-los ao fantástico mundo da música, os instrumentos, vozes e notas deixam a brincadeira ainda mais divertida, e você pode criar lembranças para toda a vida, como “aquela música que eu brincava de balé dos lenços quando criança”.

Também não podemos deixar de destacar os benefícios a curto, médio e longo prazo que as brincadeiras musicais trazem. Inclusive, o desenvolvimento da linguagem ajuda até a curtir ainda mais os livros do clube de assinatura infantil do Quindim!

Quais brincadeiras com música são as suas preferidas? Você tem mais alguma sugestão? Deixe sua opinião aqui nos comentários – ficaremos muito felizes com a sua participação.

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!


ESTES ARTIGOS PODEM SER DO SEU INTERESSE

como fazer massa de modelar em casa

COMO FAZER MASSINHA DE MODELAR SIMPLES E SEGURA PARA CRIANÇAS?

jogos de tabuleiro infantil

JOGOS DE TABULEIRO INFANTIL: 05 JOGOS PARA SE DIVERTIR COM OS PEQUENOS

Horta para crianças. Veja como fazer uma horta caseira

Horta para crianças: ensine seu filho a plantar e aproveite todos os benefícios da jardinagem!

livros de poesia infantil

8 Livros de poesia infantil que as crianças vão amar

Como fazer slime em casa. 7 receitas imperdíveis para fazer slime caseiro

Como fazer slime em casa? 7 receitas imperdíveis para fazer slime caseiro!

Filmes infantis de 2017

Filmes infantis de 2017: confira as 10 recomendações para assistir com a criançada!

leonardo-ponso

LEONARDO PONSO

Leonardo Ponso é redator desde 2015, casado com a Tábata e pai do Rafael. Tem certeza que o seu interesse pela leitura quando pequeno influenciou diretamente na sua profissão hoje. É fascinado pelo universo infantil e ama a experiência de vivenciar cada evolução do seu filho. Gostaria muito de saber o que passa na mente dos pequenos.