Renata Nakano, idealizadora e diretora geral do Clube de Leitura Quindim e mestre em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio, fala um pouco sobre como ler um livro infantil só com imagens e qual a importância do livro-imagem na formação dos leitores.

Um livro-imagem (ou livro de imagem) é justamente o que parece: um livro infantil só com imagens, sem texto escrito além daqueles que aparecem na capa, contracapa, orelha e demais paratextos. Ele pode ser narrativo ou não, e sua leitura se dá pelo encadeamento de imagens sequenciais, página a página. Mas, afinal, por que esse tipo de livro pode ser tão interessante para os pequenos de todas as idades, incluindo os bebês? Por que ler imagens é essencial na formação do leitor?

A importância do livro infantil só com imagens

Como ler um livro de imagem ou como ler um livro infantil só com imagens

Para onde olharmos, encontramos imagens. Seja em tablets, celulares, televisões e até mesmo na rua, em outdoors, fachadas de lojas, muro das creches e escolas. É por isso que muitos especialistas, como Graça Lima, autora premiada, professora universitária e curadora do Clube de Leitura Quindim, afirmam que nós vivemos na Era da Imagem, um momento histórico em que a leitura de imagens se torna uma habilidade necessária. E não só necessária: tão importante quanto a leitura de um texto escrito. É preciso desenvolver a leitura dessa linguagem, compreendendo as convenções da imagem e seus artifícios de maneira consciente em diálogo com a sociedade em que estão inseridos. E o livro-imagem, enquanto objeto social, torna-se muito potente nessa construção. 

Muitas vezes, quando a criança chega na fase da alfabetização, ela é incentivada a desenvolver a leitura do texto escrito e a interpretação das imagens pode ser deixada de lado. Um erro, se desejamos criar seres autônomos e com pensamento crítico em relação ao extenso volume de informações visuais a que somos submetidos.

A diversidade de estilos e formas das ilustrações construirá um olhar plural do pequeno para a estética e para o mundo. E os livros de imagem proporcionam essa diversidade e a consequente ampliação do seu repertório visual. Ao assistirem televisão, desenhos, jogarem jogos nos celulares, os pequenos entram em contato com uma estética bastante pasteurizada da ilustração digital. Claro que há animações incríveis, mas a grande maioria é bem recorrente. Ao mergulharem no mundo do livro ilustrado e do livro de imagem esse conhecimento é ampliado por uma maravilhosa pluralidade de estéticas que passam a fazer parte do repertório da criança.

Mas como ler um livro que não tem palavras? Abaixo elegemos algumas dicas de como abordar esse gênero tão rico e potente.

Dicas para ler um livro-imagem

Como ler um livro infantil só com imagens. Livro de imagem ou livro-imagem


Antes de mais nada: não existe um manual único a ser seguido. O que daremos aqui são dicas interessantes para pais e mães que têm alguma dúvida sobre a melhor maneira de ler esse tipo de livro com as crianças.

1. EU PRECISO VERBALIZAR AS IMAGENS QUE ESTOU LENDO?

Não existe uma regra que proíba você de tentar contar com palavras um livro de imagem. Mas se lembre de que as ilustrações trazidas na obra já contam o livro por si só e não necessitam de palavras para ser compreendidas. A natureza do livro-imagem é visual, não verbal. 

Veja também: 8 dicas para ler com uma criança: torne esse momento inesquecível

2. MOSTRE O LIVRO PARA O PEQUENO VER A IMAGEM

Parece meio óbvio que em um livro de imagem você deve ler as imagens, mas é sempre bom ressaltar esse ponto para que nós, adultos, não esqueçamos de realmente mostrar as imagens para as crianças durante a leitura. Então, aproxime o livro do seu pequeno para ajudá-lo a enxergar e compreender as ilustrações. Deixe-o apreciar as páginas.

3. Não tenha medo do silêncio

Sim, você pode ficar em silêncio enquanto você e o pequeno olham as ilustrações e reparam nos detalhes. O silêncio pode até incomodar um pouco aqueles que não estão acostumados com ele e acham que o momento da leitura compartilhada sempre precisa ser preenchido por uma leitura animada e cativante em voz alta. Mas silêncios são necessários. E a imagem é espacial, não linear. Você navega por aquelas informações de maneira diferente do que navegaria por informações escritas. Direcionar com palavras pode fazer com que a criança perca a oportunidade de explorar por si só elementos que muitas vezes você sequer havia reparado, restringindo a liberdade de ela olhar e contemplar as páginas de um livro dentro de suas potencialidades e repertórios – que são distintos dos seus.

Veja também: Como contar histórias para bebê: 15 dicas para ler com os pequenos

4. AS TROCAS SÃO MUITO RICAS

Livro infantil só com imagens

Leitura compartilhada é uma troca. Então, após mostrar as ilustrações para o seu filho e deixá-lo ver de perto o livro, você pode comentar as suas impressões da obra. Reparou em um personagem engraçado? Ou um elemento que apareceu em todas as páginas? Ou viu o que o protagonista está fazendo naquela página? Então, aponte e conte para o seu pequeno o que lhe chamou a atenção. Achou que algum animal travesso está aprontando pelas páginas do livro? Compartilhe suas suspeitas com a criança.

E nunca se esqueça de que a troca ao ler um livro infantil só com imagens envolve você prestar atenção na criança também. Se ela for menor, olhe para onde ela aponta, qual imagem chama a atenção dela, repare no que ela tenta comunicar. Se o seu pequeno já for maior, preste atenção no que ele diz, nas páginas em que ele ri, o que ele achou que um determinado personagem está fazendo, ou se ele encontrou algum elemento que você não viu. Troquem suas impressões sobre a história! A leitura é uma troca e isso contribui ainda mais para estreitar o laço de carinho entre vocês.

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!