Clube de livros infantis: apresente novos mundos a seu filho

Um dos objetivos do Clube Quindim é oferecer aos nossos assinantes a maior diversidade possível de temas e estéticas em forma de livros. Para conversarmos sobre os títulos enviados e a escolha entre os clubes de livros infantis, fomos recebidos pela família de Marcelo Lettieri, Kamila Vieira e Henri.

Os pais de Henri, assinantes de um clube de leitura para adultos, desejaram buscar algo semelhante para o pequeno de 3 anos, para que ele pudesse experimentar também a surpresa de receber um pacote com livros em casa.

Anterior ao Quindim, Marcelo relatou sobre a primeira experiência com outros clube de livros infantis para o filho, “No início até foi interessante. Havia livros bons, mas observamos que os temas se repetiam, além de não oferecerem muitos conflitos. Estranhamos aquele universo perfeito.” E, então, resolveram pesquisar, ouviram famílias assinantes de outros clubes. Foi quando conheceram o Quindim, que, segundo a família, oportuniza experiências literárias mais ricas ao ofertar livros que se aproximam dos desafios humanos. Confira o relato completo da família no final ao final do post

O que nos faz recordar de uma das falas da argentina María Teresa Andruetto, escritora e especialista em literatura para crianças e jovens, em Por uma literatura sem adjetivos (2012, 151): “(…) Os livros verdadeiramente bons não são livros escritos ou editados deliberadamente para todo mundo, funcionais para os editores, para a cadeia de vendas e para a escola, mas, sobretudo, livros capazes de nos fazer entrar em conflito com nós mesmos.” Aqui ela não se refere a todos os que leem um determinado livro, mas àqueles que – não importa a quantidade – foram tocados de maneira singular. É da ordem do humano estranhar-se, e não há jornada sem conflitos, sejam eles subjetivos ou sociais.

clube de livros infantis
clube de livros infantis clube quindim

Enquanto conversávamos, Henri buscava um livro para ilustrar a pauta. Nos dizia em forma de gestos, “olha, aqui nesse livro há algo sobre empatia (…) esse outro é poesia.”.

clube de livros infantis Quindim

Em outros momentos, o pequeno manuseou os livros, transformando-os em outras coisas: botas, carros, casa…

A família entrevistada ressalta ainda a curadoria como uma grande vantagem dos clubes de leitura e relatam a relevância desse serviço prestado pelo Quindim no vídeo mais adiante.

É através da nossa curadoria que ampliamos o olhar sobre a literatura apresentada às crianças. Para compor o time, pensamos em artistas e profissionais que constituem o universo da literatura infantil no Brasil, os quais sempre nos encaminham narrativas diversas. Afinal, nosso país é geograficamente imenso, formado por culturas diferentes.

clube de livros infantis

Henri é apresentado ao mundo também por meio dos livros. Numa família que parece não ter medo de ser gente e nem de apostar na diversidade como caminho natural e seguro.

Espantar-se com a vida, apesar de tudo, é o que desejamos aos nossos assinantes.

Confira o vídeo com o depoimento da experiência da família com o nosso clube de livros infantis: