Festival Literário: A DESCOLONIZAÇÃO CULTURAL NA ILUSTRAÇÃO DO LIVRO INFANTIL

Neste encontro do Festival Literário Quindim On-line, Renata Nakano, idealizadora e, além disso, diretora do Clube Quindim, recebeu Ciça Fittipaldi, Graça Lima, Flávia Bomfim e Larissa Ribeiro para discutir a descolonização cultural na ilustração do livro infantil brasileiro.

Na Live, conversamos então sobre a potência da descolonização cultural na ilustração, sobre a importância de pensar obras que retratem o Brasil com suas cores, sua natureza, seus povos. Certamente ma discussão muito rica que abre portas para outras trocas.



O festival literário quindim on-line

O Festival Literário Quindim On-line, um evento idealizado para discutir literatura infantil em seus mais variados aspectos, começou em julho, com uma primeira mesa no dia 23 de julho e será então dividido em seis ciclos até o fim de 2020. Esta foi a última mesa do primeiro ciclo, mas traremos novidades sobre o segundo ciclo em breve.

conheça As convidadas da mesa "a descolonização cultural na ilustração do livro infantil"

Ciça Fittipaldi descolonização cultural na ilustração

CIÇA FITTIPALDI

Ciça nasceu em São Paulo e estudou Desenho e Plástica na Universidade de Brasília. É uma artista ativista das questões indígenas desde os anos 1970, quando viveu entre os Nambiquara. Pensando então na descolonização cultural na ilustração, seu ativismo está sempre presente nas suas imagens, ao retratar as culturas indígenas, africanas e afro-brasileiras. Foi também ganhadora do prêmio Jabuti de ilustração três vezes, além de ter recebido o APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte em 1984, um dos mais importantes prêmios de arte do Brasil. Além disso, foi candidata ao Prêmio Hans Christian Andersen, considerado o Nobel da literatura infantil.

Graça Lima

GRAÇA LIMA

Graça Lima nasceu no Rio de Janeiro. É formada em comunicação visual pela Escola de Belas-Artes (UFRJ) e mestra pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ). É professora universitária, mas trabalha também com design gráfico desde 1985. Escreveu e ilustrou mais de 80 livros, aqui e no exterior, muitos dos quais receberam prêmios, entre eles os da FNLIJ, o Prêmio Jabuti e o White Ravens, da Biblioteca Internacional da Juventude. Além disso, temos o prazer de tê-la como parceira e curadora do Clube Quindim, contribuindo na seleção dos melhores livros infantis.

Flávia Bomfim

flávia bomfim

Flávia Bomfim é artista visual e bordadeira. Com um repertório plural, realizou residências artísticas em 2013 na Scuola internazionale d’Illustrazione em Sármede, na Itália. Além disso, em 2015, foi residente no ateliê de gravura da Ilustradora Joelle Jolivet em Paris, na França, e, em 2016, no Museo Textil de Oaxaca, no México. Em 2019, Flávia viajou pela Itália (Parma, Napoli, Macerata e Bolonha) com as exposições de arte têxtil RIVOLTI e Bordar os Sonhos. Nesse período, organizou oficinas e mesas de discussão sobre a história dos projetos bem como suas linguagens. Hoje coordena encontros de arte têxtil assim como o Festival de Ilustração e Literatura Expandido, que acontece em Salvador desde 2013.

Larissa Ribeiro

LARISSA RIBEIRO

Paulistana, Larissa atua como artista gráfica, mas é também sócia do Estúdio Rebimboca em São Paulo, co-fundadora da Revista AzMina e da plataforma Mulheres Ilustradoras (um coletivo de ilustradoras profissionais que tem como objetivo aumentar a visibilidade de ilustradoras mulheres cis ou transgênero, pessoas não-binárias, LGBTQIA+ e pertencentes a minorias). Além disso, é professora na EBAC (Escola Britânica de Artes Criativas). Larissa também já ilustrou diversos livros infantis ao passo que é co-autora de uma série de livros de política para crianças que, inclusive, já foi traduzida e publicada no exterior.

ONDE ASSISTIR AO FESTIVAL LITERÁRIO

Toda quinta, até o fim de 2020, teremos então novos eventos às 20h! Sempre com transmissão simultânea nos canais do Clube Quindim: Facebook, Instagram e além disso no YouTube. Siga-nos em todas as redes sociais pra não perder as próximas!