O método de ensino Montessori alia autonomia e independência para que os pequenos aprendam fazendo – literalmente.

A infância é a fase de descoberta do mundo e de aprendizados constantes. É impressionante notar que a cada dia os bebês ou as crianças parecem aprender algo novo, seja uma palavra, um gesto ou qualquer outra coisa, e o método Montessori tem total ligação com isso.

Acompanhar essas etapas é muito gostoso e interessante, assim como ensinar algo e ajudar a criança no aprendizado. No entanto, é importante não interferir no desenvolvimento infantil. Assim, o método Montessori encoraja os pequenos a desbravarem o mundo para que adquiram conhecimentos e desenvolvam habilidades.

Dar autonomia para a criança é essencial para que ela aprenda a ser protagonista da própria vida. Dessa maneira, ela aprende mais sobre si mesma, quais são seus interesses e necessidades.

O método é tão efetivo que pessoas influentes estudaram por esse sistema educacional, como o criador do Google.

Se você ainda não conhece esse método e suas vantagens, chegou a hora de aprender!

O que é o método Montessori

Quais são os princípios do Método Montessori

Esse método recebeu esse nome por conta de sua criadora, Maria Tecla Artemísia Montessori (1870-1952). Uma apaixonada pelo desenvolvimento humano e que buscava entender como a educação e a aprendizagem poderia auxiliar na criação infantil.

Maria Montessori foi uma médica e pedagoga que percebeu o valor da individualidade dos sujeitos, principalmente ao trabalhar com pessoas com deficiência. A partir disso, ela percebeu como a educação tradicional não valoriza as características pessoais de cada criança.

O método Montessori foi criado para contribuir com o desenvolvimento infantil, mas sem opor nada ou interferir. Na verdade, a pedagoga apontava que o excesso de interferência pode ser prejudicial e atrapalhar o aprendizado. Além disso, a metodologia destaca que cada criança tem seu próprio ritmo para aprender, e que isso não pode ser forçado.

A educação autodirigida é um modelo de aprendizagem em que a criança pode explorar o mundo e desenvolver seu potencial ao máximo. Inicialmente, o método Montessori foi aplicado em escolas na Itália, chegando ao Brasil em 1910.

Como funciona o método de ensino Montessori?

Como funciona o ensino no Método Montessori

O método educativo Montessori é uma espécie de filosofia aplicada ao campo pedagógico. Nele, sabe-se que a criança é capaz de seguir o curso natural de seu desenvolvimento e, por isso, não são necessárias muitas intervenções durante o aprendizado.

Entretanto, é preciso criar um ambiente favorável para o ensino, que estimule a aprendizagem e seja organizado e atraente. Na escola, o local é repleto de materiais didáticos, multissensoriais e os alunos têm a oportunidade de escolher as atividades que despertam seu interesse.

A figura do professor é de um guia que acompanha o processo e só interfere caso seja realmente necessário.

Mesmo que tenha sido criado com o caráter mais voltado para o ensino acadêmico, o método também pode pode ser aplicado no dia a dia da criança.

Conheça quais são os principais pilares do método Montessori:

1 – Autoeducação

As crianças têm a capacidade inata de querer aprender. A autoeducação é voltada para que a criança queira compreender a sua realidade e entender o mundo que a circunda. Para isso, ela explora o ambiente, pesquisa, busca respostas e investiga. Assim, o método cria um ambiente propício para que a criança siga no seu próprio ritmo de descobertas e aprenda conforme seus interesses.

2 – Educação como ciência

A pesquisa científica tem como base a observação, a formulação de teorias, a criação de hipóteses e testes. Nesse sentido, o método Montessori defende a ciência e entende que a melhor maneira de aprender é testar e verificar — e é essa abertura que as crianças têm.

3 – Educação cósmica

Apesar dessa abertura, o papel do educador deve ser o de organizar o conhecimento oferecido às crianças. Cosmos significa ordem, e é por isso que esse pilar recebe o nome de educação cósmica.

4 – Ambiente preparado

Além da organização dos conhecimentos, o ambiente precisa ser preparado e deve incentivar a autonomia. A liberdade compreende os aspectos psicológicos e biológicos e, desse modo, os ambientes têm mobília adequada para o tamanho da criança, objetos específicos para o uso infantil e outros detalhes que encorajam a livre utilização dos pequenos.

5 – Adulto preparado

A pessoa que auxilia em todo esse processo de aprendizagem é o adulto preparado. Seu papel é observar e guiar a criança nesse processo de conhecimento e dar as melhores condições para o aprendizado. É fundamental se preparar e conhecer as ferramentas que melhorem a eficiência da metodologia.

6 – Criança equilibrada

Por fim, a criança equilibrada é aquela que pode seguir os rumos naturais de seu desenvolvimento. A utilização do ambiente preparado, o auxílio do adulto e os outros pilares são o que constituem a criança equilibrada. Dessa forma, ela expressa suas características inatas e consegue se desenvolver. 

O método Montessori aplicado em casa

O Método Montessori em casa

O método Montessori é mais replicado no ambiente escolar, mas ele também pode ser aplicado na educação dentro de casa. Na figura do professor, ou de quem ensina e detém o conhecimento, os pais são os responsáveis por mediar conhecimentos. Assim, é possível trabalhar as potencialidades e identificar as dificuldades da criança.

Quando a criança é protagonista do próprio aprendizado, ela percebe que tem um lugar ativo em sua própria vida. Veja como aplicar esse método na criação de seu filho:

  • Seja cauteloso ao falar “não”: limitar os movimentos da criança pode podar seus desejos e instintos infantis. O “não” é uma maneira de intervir nas atividades infantis. Por isso, é importante que a palavra seja usada apenas quando necessário – não para pedir que ela pare de se movimentar, mas quando estiver diante de algum perigo, por exemplo.
  • Estimule a criatividade: deixe que a criança explore, mexa e descubra os locais em que ela está presente.
  • Permita e incentive a autonomia: deixe que o pequeno aprenda a escovar os dentes, calçar os sapatos, vestir suas roupas e fazer outras atividades sozinha. Aqui, as tarefas para crianças de acordo com a sua faixa etária são uma ótima pedida.
  • Respeite o ritmo: cada criança tem seu próprio ritmo de desenvolvimento. Não apresse ou compare o aprendizado dela com outras crianças, deixe que ela faça seus progressos quando se sentir pronta.

Os benefícios do método Montessori

O desenvolvimento da criança é muito beneficiado pelo uso desse método. Além de ser seguro, permite que a criança tenha um senso maior de segurança, calma e confiança. Então, veja alguns dos benefícios da aplicação do método Montessori na educação infantil:

  • Evita sentimentos de baixa autoestima e ansiedade;
  • Mostra para a criança seus próprios limites;
  • Desenvolve a persistência, percepção e observação;
  • A criança formula uma imagem mais positiva de si;
  • Desenvolve a coordenação motora, a concentração e o senso de ordem;
  • Estimula a independência;
  • A criança tem maior sensibilidade, respeita o próximo e se torna mais apta a ouvir o outro;
  • Divide ideias, brinquedos, experiências e sabe viver bem sozinha ou com outros.

O método Montessori se destacou em escolas ao redor do mundo, mas você também pode utilizar essa metodologia em casa. Todas essas vantagens mostram os diferenciais dessa abordagem em relação ao modelo tradicional, assim os resultados demonstram o sucesso da iniciativa, sobretudo aliada à educação positiva.

A liberdade que cada criança tem em conhecer a vida a seu próprio modo deixa a infância muito mais agradável e prazerosa.

Os livros são importantes aliados no método, e aqui você pode aproveitar o clube de leitura Quindim para estimular o hábito da leitura e deixar as portas abertas para que os pequenos entrem e explorem histórias e a sua própria imaginação, aplicando, assim, o método Montessori!

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!