No mês de fevereiro, o Clube Quindim enviou para seus assinantes livros que nos permitem entrar em contato com diferentes pontos de vista e percepções do mundo. Como você acha que uma criança pequena enxerga o espaço ao seu redor? Como um pinguim super organizado pode conviver com o seu amigo bagunceiro? Um gato e um cachorro podem se entender sem falar a mesma língua? Vem descobrir as respostas para essas questões através de histórias super divertidas que vão encantar os pequenos leitores.

Pré-leitor (0 a 2 anos)

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: sou pequenininho
Escritor: Juan Arjona
Ilustrador: Emilio Urberuaga
Tradutora: Livia Deorsola
Editora: WMF Martins Fontes

Sou pequenininho

Este livro nos leva de volta à infância, aos momentos em que éramos tão pequenininhos que o dia a dia era uma grande aventura. A obra brinca com os diferentes pontos de vista do mundo e como uma criança pequena percebe o seu entorno. Ela, pequenininha, vê o mundo grande à sua volta e até mesmo subir as escadas se transforma em uma aventura. As ilustrações mostram ainda a capacidade da criança de imergir em sua imaginação e de formar histórias a partir dela. No parque, uma estátua vira um leão feroz, um cachorro é um jacaré, e o gato na árvore, um macaco, enquanto o pequenininho é um corajoso explorador. Além disso, os elementos que a cercam ganham papéis em suas narrativas, mostrando como o repertório da criança pequena se desenvolve a partir de tudo o que ele vê.

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: Não vou dormir
Escritora: Christiane Gribel
Ilustrador: Orlando
Editora: Global

Não vou dormir

Ir deitar e se deixar descansar nem sempre é fácil. Às vezes há tantas outras coisas para fazer! Neste livro, a personagem tem de ir pra cama. Mas ela não vai dormir…

Todos os pais um dia ouvirão essa frase: “Não vou dormir” (ou talvez a ouçam todo dia). Os diferentes motivos podem ser solidão, medo, vontade de aproveitar ao máximo o momento etc. Afinal, qual criança nunca lutou contra o sono? Muitos pais da Família Quindim conseguiram incluir a leitura ao ritual do sono, fazendo deste um momento que antes era rejeitado e agora passa a ser muito aguardado e desejado pelos pequenos. O difícil é resistir ao pedido após fechar o livro: “De novo!”

Leitor iniciante (3 a 5 anos)

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: Capa de Gordon e Tapir
Autor: Sebastian Meschenmoser
Tradutora: Karina Jannini
Editora: WMF Martins Fontes

Gordon e Tapir

Esse livro lindo e super divertido é o lançamento exclusivo do Clube Quindim no mês de fevereiro. Nele, Gordon e Tapir nos mostram que viver junto de alguém nem sempre é fácil. Os dois tem diferentes pontos de vista sobre a vida e cada um a vê de um jeito. Gordon prefere que tudo esteja perfeitamente organizado e Tapir não acha isso nada divertido. Quando Gordon decide se mudar, parece que na verdade os dois se tornam muito mais próximos. Eles ganham espaço para ser eles mesmos, e assim reencontram uma amizade muito forte.

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: O Pato Poliglota (escritor Ronaldo Simões Coelho, ilustrações Elcerdo, editora FTD)
Escritor: Ronaldo Simões Coelho
Ilustrador: Elcerdo
Editora: FTD

O pato poliglota

O acirramento de opinões é algo cada vez mais presente em nossa sociedade. Como é o caso do cão e do gato dessa obra, que não conseguem se entender de jeito nenhum. Mas algo interessante acontece: chega o pato poliglota, que fala a língua de ambos e consegue construir pontes entre eles.

Pessoas que falam línguas diferentes muitas vezes não vivem a mesma cultura e podem ter diferentes pontos de vista sobre o mundo. Isso quer dizer que haverá outras disparidades além da língua, como, por exemplo, os costumes, as sabedorias populares etc. Por isso, incentivar o contato com outras culturas, ou até mesmo com pessoas que estejam em outro contexto, é muito importante. Ao conhecer essas diferenças, os pequenos começam a entender que o seu modo de viver não é o único que existe tampouco é melhor ou pior que os demais. Isso nos leva em direção a uma sociedade mais justa e com menos preconceitos.

Leitor autônomo (6 a 8 anos)

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: siga a seta
Escritora: Isabel Minhós Martins
Ilustrador: Andrés Sandoval
Editora: Companhia das Letrinhas

Siga a seta!

Neste livro, incontáveis setas ditam o caminho de todos. Até que certo dia um rapaz resolve parar entre uma seta e outra e descobre coisas incríveis.

Você já parou para pensar por que faz o mesmo caminho todo dia? Às vezes, é por mero costume, ou porque aquele caminho parece mais seguro (ou porque é o caminho que o Google Maps ou o Waze sugeriram). Mas uma forma muito interessante de conhecer a cidade em que se mora é se aventurar por novos caminhos de vez em quando. É não seguir as setas, é levar 5 minutos a mais para chegar ao seu destino, mas conhecer coisas maravilhosas no meio tempo. Que tal aproveitar essa leitura para começar a parar entre as setas e reparar nos motivos das regras?

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: Capa do livro filhote de gato-gente
Escritor: Etgar Keret
Ilustrador: Aviel Basil
Tradutor: Moacir Amâncio
Editora: SM

Filhote de gato-gente

O personagem deste livro passa por uma grande frustração: queria muito passar o dia com o pai no zoológico, mas ele teve de ir trabalhar. E, por mais que tente, ele não consegue se divertir sem essa companhia. Entretanto, quando ele encontra uma jaula vazia, vem a brincadeira. Ele monta uma
narrativa em torno dos elementos que o cercam e das vontades que ele tem.

Quando falamos sobre a dinâmica entre maternidade e trabalho, é difícil desvincilhar da culpa. No caso desta obra, a paternidade passa pelo mesmo processo, sendo cobrado, principalmente, um papel ativo e presente independentemente do gênero.

Leitor Fluente (9 a 12 anos)

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista:  um amigo para sempre
Escritora: Marina Colasanti
Ilustrador: Guazzelli
Editora: FTD

Um amigo para sempre

Neste livro, acompanhamos as tardes de sol de um preso político, que enxerga poesia em seus arredores e conquista a confiança de um passarinho. O personagem se relaciona com a natureza sem uma hierarquia. Ele vê o pássaro como um amigo, ele o quer por perto, respeita
seus limites e, portanto, ganha sua confiança aos poucos. E acima de tudo respeita que ele tenha seguido o seu destino. Essa relação tão bonita tem muito a nos ensinar e ao mesmo tempo traz reflexões a respeito da forma como tratamos outros animais. Ver os animais sem pensarmos em uma superioridade humana pode ser muito importante para começarmos a tratar o planeta com mais carinho.

livros para pensar sobre diferentes pontos de vista: a ilha do tesouro
Autor: Robert Louis Stevenson
Tradução e adaptação: Rodrigo Machado
Editora: FTD

A ilha do tesouro

Um mapa, um tesouro escondido, uma ilha deserta. Essa é decerto uma das histórias de aventura mais conhecidas mundialmente e promete fisgar os jovens leitores desde a primeira página.

Este livro, consagrado em seu estilo, é uma narrativa que acompanha a trajetória de um herói em sua passagem da infância ou adolescência para a vida adulta. Os vilões da história e os obstáculos que o protagonista encontra trazem oportunidades para que ele amadureça, tome decisões (acertadas ou não), ou seja, passe por uma transformação psicológica. A ilha do tesouro é ainda pioneira em narrativas sobre a pirataria e, além disso, trouxe diversos elementos que moram em nosso imaginário quando pensamos em aventuras de piratas: o papagaio, o pirata de perna de pau, o baú do tesouro e o mapa que indica sua localização.

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!