Saiba como fazer papinha para bebê usando ingredientes saudáveis e com receitas super práticas!

A introdução alimentar do bebê é uma fase muito aguardada pelos pais. Ver as expressões da criança ao provar uma comidinha nova e a animação de descobrir novos sabores é sempre um momento bastante esperado, mas nem todos sabem como fazer papinha para bebê.

O período entre 6 meses e 3 anos é a época em que a criança conhece um novo mundo. Os pequenos começam a entrar em contato com diversos estímulos, entre eles novos sabores de alimentos, texturas, aromas e muito mais.

Assim, a papinha para bebê é um dos primeiros alimentos que costumamos oferecer. Venha conferir algumas receitas que são super fáceis, rápidas e saborosas!

Introdução alimentar: como o bebê começa a comer papinha?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a UNICEF recomendam que o aleitamento materno seja a única alimentação dos bebês até o sexto mês de vida. A partir disso, é possível dar início à introdução alimentar.

Há casos em que os bebês precisam ser alimentados com fórmulas. Porém, é importante que isso seja feito apenas mediante prescrição médica, já que é vital fazer uma análise minuciosa para entender se o bebê precisa mesmo dessa suplementação ou se o leite materno é suficiente, como é de costume.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) diz que a introdução alimentar deve ser feita somente a partir dos 6 meses de vida. Até essa idade, todos os nutrientes são fornecidos pelo leite materno ou fórmula infantil. Portanto, não há necessidade de nenhum tipo de alimentação extra.

No entanto, é importante oferecer os alimentos de forma separada quando você começar a introduzi-los. Dessa maneira, o bebê pode identificar os sabores e as texturas.

Além disso, nem sempre é necessário bater a papinha no liquidificador ou mixer. Há alimentos que podem ser amassados e raspados e, assim, oferecidos diretamente para a criança, que ainda poderá conhecer seu sabor e textura individualmente, o que contribui para uma introdução alimentar bem-sucedida.

Confira também: Introdução alimentar: quando e como introduzir os alimentos aos bebês?

Quais os benefícios da papinha?

A introdução alimentar com a papinha para bebê apresenta uma série de benefícios. Entre eles estão:

  • Estimular a mastigação;
  • Inserção de mais nutrientes na dieta;
  • Incentivar uma alimentação diversificada;
  • Manter uma alimentação saudável desde bebê;
  • Apresentar mais texturas e sabores para estimular o paladar;
  • Prevenir a obesidade infantil;
  • Fortalecer o sistema imunológico;
  • Impedir o desenvolvimento de alergias alimentares.

Leia também: Como aumentar a imunidade infantil? Conheça 9 alimentos indispensáveis

Diversifique os sabores da papinha

Dicas de como fazer papinha para bebê

Pode parecer que a diversificação é apenas uma maneira de estimular que o bebê sinta os sabores e perceba se gosta ou não de determinados alimentos. Entretanto, saiba que a variação é muito mais do que isso!

Oferecer um cardápio variado para o bebê é essencial para que a alimentação seja mais nutritiva e completa. Dessa forma, as papinhas contêm diferentes nutrientes, e a diversificação insere vitaminas e minerais que são fundamentais para o desenvolvimento.

O ideal é que essas papinhas sejam feitas com alimentos frescos e pouco sal – idealmente, nenhum sal até pelo menos um ano de idade, também como mostra a SBP, lembrando que os alimentos e ingredientes já costumam contar com sódio naturalmente.

Porém, mesmo que o sal seja contraindicado até 1 ano de idade e, depois disso, a sugestão seja de usar apenas um pouquinho, vale lembrar que temperos e condimentos naturais podem ser usados tranquilamente, como alho, cebola, salsinha, cebolinha, coentro, orégano e por aí vai.

Com essa variedade na alimentação, seu bebê fica bem alimentado e também começa a aperfeiçoar o paladar. Portanto, a diversificação de sabores de papinha é fundamental para que você conheça quais são as preferências da criança.

Receitas de papinha para bebê de seis meses em diante

Como fazer papinha para bebê saudável

Finalmente chegou a hora em que você vai começar a introdução alimentar do seu bebê! Mas se você ainda não sabe quais são as melhores receitas de papinha, estamos aqui para ajudar.

Além disso, vale lembrar também que se você começar a oferecer algum tipo de papinha e o bebê rejeitar, não se preocupe. Essas são etapas comuns na introdução alimentar e fazem parte da adaptação da criança.

Aproveite para conhecer algumas receitas deliciosas para seu bebê!

Como fazer papinha de frutas para bebê

Como fazer papinha para bebê. Papinha de frutas e de legumes

Qual bebê resistiria às papinhas doces, não é mesmo? Adicionar frutas à alimentação é uma ótima opção para a introdução alimentar. Por isso, aqui você vai saber como fazer papinhas de frutas bem fáceis.

1 – Papinha de maçã

Uma das primeiras papinhas dos bebês é a de maçã, pois é deliciosa e fácil de fazer.

  • Separe 2 maçãs vermelhas ou verdes e corte-as em pedaços pequenos.
  • Depois, coloque um litro de água em uma panela e adicione os pedaços, fervendo-os por aproximadamente 10 minutos.
  • Amasse as maçãs com um garfo, espere esfriar e dê para o bebê.

2 – Papinha de pera

Assim como a papinha de maçã, fazer a papinha de pera é super fácil e rápido.

  • Retire as cascas da fruta e amasse a pera junto de 2 colheres de sopa de abacate para melhorar a textura e deixar a comidinha mais nutritiva.
  • A pera é rica em fibras, vitamina C e potássio, o que ajuda na digestão dos alimentos e evita a constipação.

3 – Papinha de banana

A banana é outra fruta deliciosa e que faz sucesso entre os bebês. Então, que tal fazer essa papinha?

  • Pegue ⅓ de banana nanica e 1 fatia de mamão papaia (sem casca e sem sementes) e amasse com um garfo até que a consistência fique como um purê.
  • Quando perceber que as frutas estão bem amassadas, é só servir.

4 – Papinha de manga

Se a manga já é uma fruta muito querida até pelos adultos, que já conhecem vários outros alimentos, imagine para os pequenos, que se depararão com esse sabor doce e delicioso pela primeira vez!

  • Primeiro, descasque a manga e corte-a em pedaços pequenos.
  • Depois, coloque a manga no liquidificador com um pouco de água. Então, é só bater e servir para o bebê.
  • Se quiser colocar um suco no lugar da água, você pode adicionar o suco de uma laranja lima. Dessa maneira, a papinha fica mais saborosa e nutritiva.

5 – Papinha de abacate

Essa talvez seja a papinha mais fácil de todas!

  • Escolha um abacate que esteja maduro.
  • Corte a fruta ao meio e retire a polpa.
  • Depois, é só amassar e dar para o bebê.

Como fazer papinha de legumes para os bebês?

Veja como fazer papinha para bebê

As papinhas salgadas também são deliciosas. Confira algumas receitas:

6 – Papinha de beterraba

Essa papinha tem como base a beterraba, mas pode ser misturada com outros alimentos, como feijão branco, cenoura e outras variedades.

  • Descasque os legumes, corte em pedacinhos e leve ao fogo com água. Você também pode adicionar temperos e condimentos naturais na mistura, como alho e cebola, por exemplo.
  • Quando estiverem macios, amasse e adicione um fio de azeite de oliva.

7 – Papinha de mandioquinha

Crie uma papinha nutritiva e saborosa utilizando mandioquinha, couve e carne moída!

  • Refogue os ingredientes usando os temperos naturais de sua preferência.
  • Depois, cubra com água e deixe no fogo por alguns minutos até que os alimentos estejam macios.
  • Logo em seguida, amasse os legumes com um garfo e deixe esfriar. Pronto!

8 – Papinha de cenoura

Muito nutritiva e simples, a papinha de cenoura leva uma cenoura, meia batata inglesa e um pedacinho de alho.

  • Corte os legumes, doure o alho com um fio de óleo e adicione os alimentos.
  • Depois, é só cobrir com água e esperar que eles fiquem macios para amassar e servir.

9 – Papinha de abóbora

A papinha de abóbora (ou moranga) é bem suave e pode ser a escolhida para ser a primeira do bebê.

  • Pegue ½ abóbora cabotiá, ½ cebola pequena e 4 colheres de azeite.
  • Ferva os pedaços da abóbora até que fiquem macios.
  • Enquanto isso, refogue a cebola com azeite.
  • Depois, basta adicionar a abóbora e mexer até virar um purê.

Dica: você pode usar uma forma para congelar papinha!

Para não precisar fazer a papinha todos os dias, você pode cozinhar uma quantidade maior e colocar as porções em formas para congelar!

Prefira colocar em recipientes de vidro, pois eles aguentam mais as variações de temperatura.

Como descongelar a papinha?

Primeiro, retire a porção do congelador e deixe na geladeira. Isso faz que o alimento descongele naturalmente e evita contaminações. Também é possível descongelar a papinha em banho-maria ou no micro-ondas.

Receitas de papinha: alternativas simples, saborosas e saudáveis para os bebês!

São muitas receitas deliciosas de papinha para bebê. Explore as possibilidades e crie receitas diferentes para que sejam mais nutritivas e saborosas. Dessa forma, a criança crescerá mais forte e saudável.

Entre as refeições, que tal aproveitar para incentivar o hábito de leitura desde os primeiros meses de vida? Conte com a ajuda do clube de leitura do Quindim para receber livros infantis em casa e ler junto dos pequenos. Assim, os melhores livros chegam direto em sua casa e você tem mais tempo para experimentar receitas de papinha!

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!