4 livros que ajudam na relação entre irmãos

Um novo bebê muda toda a dinâmica de uma casa e pode gerar dificuldades para a criança mais velha. O que fazer quando a relação entre irmãos se complica? O Clube Quindim separou 4 obras para te ajudar nessa situação!

Quem tem proximidade com crianças pequenas que têm irmãos sabe bem: em um instante se amam e brincam juntas, no próximo se detestam e não param de brigar. Esse contexto pode deixar as famílias enlouquecidas, mas é importante saber passar pelos conflitos da melhor maneira possível, compreendendo se tratar de uma fase. A convivência entre os pequenos acaba por ser de extremo aprendizado, ensinando a compartilhar espaços, objetos e até os afetos dos familiares. É, além disso, uma oportunidade para aprender a conviver com diferenças e para estreitar laços com quem tem tudo para ser um companheiro para a vida toda.


A chegada de um irmãozinho

A verdade é que a chegada de uma nova criança na família mexe com todos os papéis, altera toda a ordem. Tem uma mãe que será mãe de dois, um pai que será pai de dois e uma criança que até então estava sozinha e se transforma no irmão mais velho. Segundo o psicólogo Alexandre Coimbra Amaral, é importante lembrar também que a ordem de nascimento de cada criança molda sua experiência, e só o mais velho terá a recordação de amor exclusivo dos pais – o que pode gerar culpa familiar, em comparação à dedicação ao pequeno.

É comum, dessa maneira, que os pais tentem equiparar atenção e compensar esse momento com as crianças. Entretanto, faz parte da história do segundo filho chegar no contexto de divisão da família. Sob a perspectiva da criança, o psicólogo explica que o filho mais velho vivencia também uma experiência de pós-parto, de despedida da atenção exclusiva, o que pode causar ciúme, regressão de comportamentos e por aí vai. Diante disso, o especialista recomenda que a família compreenda a fase pela qual a criança está pensando, que mostre acolhimento e compreensão da dificuldade. Assista ao vídeo do psicólogo na íntegra sobre o assunto.

Para apoiar as famílias, separamos alguns livros sobre o assunto, um excelente recurso para ajudar crianças a passarem por esse momento.

Veja também: 5 coisas que aprendi depois que me tornei mãe de dois filhos

4 livros que falam da relação entre irmãos


Quando você não está aqui

relação entre irmaos. Autora: María Hergueta Tradutora: Márcia Leite Editora: Pulo do Gato
Autora: María Hergueta
Tradutora: Márcia Leite
Editora: Pulo do Gato

Parte da seleção do Clube Quindim de dezembro, o livro de María Hergueta explora o sentimento tão comum que os irmãos mais velhos têm de desejarem o desaparecimento dos irmãos mais novos. Aos olhos dos pais, esse desejo pode parecer incômodo e difícil, mas é muito compreensível dentro da relação entre irmãos. Afinal, quando o caçula não está, o mais velho pode relembrar o que é ter o lar, os brinquedos e até os pais só para ele, realidade que vivenciava antes da chegada do irmão. Claro que há muita ambiguidade envolvida, e da mesma maneira o mais velho sente falta do mais novo também. Muito sensível, a obra pode ser interessante para explorar essa mistura de sentimentos.

assine o clube quindim. Relacionamento entre irmãos


Eu (não) gosto de você!

relação entre irmaos. Livro eu não gosto de você. Autora Raquel Matsushita
Autora: Raquel Matsushita
Editora: Jujuba

Quantas mudanças se instalam com a chegada de um bebê! O livro de Raquel Matsushita mostra justamente essas transformações que aparecem desde a gravidez, mas sob o olhar filho mais velho. Ele percebe que a barriga da mamãe cresce, que seu humor muda e fica sabendo que bebês pequenos só mamam e dormem. Com tudo isso, pode levar um pouco de tempo até que a criança se afeiçoe ao irmão, o que é totalmente normal na relação entre irmãos e surge com delicadeza nas páginas deste livro.

Veja também: Mães do século 21. Conheça os modelos de maternidade atual


Eu só, só eu

ana saldanha eu  só só eu yara kono
Escritora: Ana Saldanha
Ilustradora: Yara Kono
Editora: Peirópolis

Para a criança pequena, o mundo gira ao seu redor. Freud fala, aliás, que o amor infantil é ilimitado, exige a posse exclusiva e não se contenta com menos do que tudo. Assim, aos olhos infantis, o quarto deve ser só dele, o balanço, a comida da avó… Mas como isso pode ser alterado pela chegada de um irmãozinho? Muito sonoro, o livro de Ana Saldanha com ilustrações de Yara Kono explora justamente essa transformação e fala da relação entre irmãos.



Tudo muda

tudo muda. Anthony Browne
Autor: Anthony Browne
Editora: Pequena Zahar

O que uma criança pode esperar a partir da chegada de um irmão? Tudo lhe parece muito abstrato: como a vida ficará, como é o comportamento de um recém-nascido, a atenção que a família precisará dar ao bebê etc. Esse mistério serve de ponto de partida para Anthony Browne, autor vencedor do Prêmio Hans Christian Andersen, o mais importante prêmio de literatura infantil. No livro, o pai de Gregório sai de casa alertando a criança de que as coisas estariam prestes a mudar. Mas como exatamente? Será a chaleira da cozinha? Será a pia, o sofá? O garoto usa a imaginação para compreender a fala do pai, até que a mãe volta com um bebê nos braços.

Artigos relacionados

One thought on “4 livros que ajudam na relação entre irmãos”

  1. Qual desses livros é indicado para 11 anos? O Luis Miguel recebeu “Clarice” em dezembro, mas essa temática me interessa muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *