Meditação infantil: conheça sua importância e 3 dicas para começar

A meditação para crianças é uma alternativa para reduzir seu estresse e ansiedade, com benefícios tão significativos quanto para os adultos.

Você já ouviu falar sobre meditação infantil? Meditar é uma prática bastante comentada entre os adultos, mas nem sempre escutamos falar sobre sua aplicação para os pequenos, que pode trazer a eles uma série de benefícios.

De acordo com o National Center for Health Statistics, 14,2% dos adultos com 18 anos ou mais praticavam meditação em 2017, o que representa pouco mais de uma a cada 7 pessoas nessa faixa etária. Isso mostra como a prática é adotada por um número significativo de pessoas.

Porém, quando olhamos para o público infantil, mesmo que não tenhamos dados concretos, podemos supor que a adoção da prática seja bem mais baixa que essa, embora a meditação para crianças seja tão positiva que, sem sombra de dúvidas, deveria ser feita por mais pequenos ao redor de todo o mundo.

Quais são os benefícios da meditação infantil?

Quais são os benefícios da meditação infantil?

Alguns benefícios que se destacam são os seguintes, acompanhados de suas respectivas fontes científicas:

Maior atenção. Um estudo de 2004 mostrou que crianças com TDAH que aprenderam meditação com seus pais duas vezes por semana em uma clínica, e mantiveram a prática em casa, tiveram uma melhor concentração na escola, entre outros benefícios. Crianças sem diagnóstico de TDAH também podem se beneficiar desse aumento de atenção, que sempre é positivo.

Aumento na frequência e notas na escola. Um distrito escolar na Califórnia aumentou seu horário em 30 minutos por dia em algumas escolas para incorporar a meditação, e os resultados foram bons: elas apresentaram maior presença e melhores notas na escola, além de menos suspensões e, geralmente, crianças mais felizes e menos agressivas.

Melhor saúde mental. Um estudo publicado em 2009, sobre Mindfulness-Based Cognitive Therapy for Children (MBCT-C, ou Terapia Cognitiva Baseada em Atenção Plena para Crianças), mostrou que as poucas crianças que começaram com altos níveis de ansiedade tiveram uma redução nos sintomas de ansiedade ao final do programa de 12 semanas. Outro estudo, este publicado em 2015, mostrou que um programa pós-escolar que consistia de ioga e meditação ajudou as crianças a se sentirem mais felizes e relaxadas.

– Desenvolvimento socioemocionalOutro estudo descobriu que um programa de aprendizagem socioemocional, aliado ao conceito de mindfulness, foi mais efetivo do que um programa tradicional de “responsabilidade social” em inúmeros fatores. As crianças tinham mais empatia, capacidade de entender as perspectivas e controle emocional que as do grupo de controle, além de serem mais “pró-sociais” e terem menores níveis de cortisol, hormônio do estresse.

Esses são apenas alguns dos benefícios proporcionados pela meditação infantil, todos com o devido embasamento científico, o que comprova como essa é uma ótima decisão para os pequenos. Você também pode conferir em nosso blog outro temas relacionados ao comportamento infantil, como a hiperatividade.

Veja também: Hiperatividade: o que é e como lidar com esse transtorno

A meditação para crianças é indicada para todas as idades?

Não existe uma definição concreta em relação à melhor idade para começar a meditação infantil. É importante analisar cada criança para saber se ela se mostra pronta para participar dessa prática ou se ainda não é o melhor momento.

Crianças de 3 ou 4 anos já conseguem aprender técnicas de respiração que as permitem sentir uma mudança em seus corpos, como disse Laura Vogel, psicóloga e diretora de serviços terapêuticos do Momentous Institute, em um artigo da Healthline sobre meditação para crianças.

Ainda de acordo com ela, um bom momento para exercitar a meditação é na rotina do sono ou da hora de acordar, quando os pais e os pequenos costumam ter menos afazeres.

Isso não significa, porém, que crianças mais novas não possam praticar meditação. O que vale mesmo é a tentativa: se você perceber que a meditação de criança está sendo proveitosa, ela pode ser mantida.

Se o pequeno ainda não se interessar pela prática, é uma boa pedida aguardar mais um tempo para tentar novamente.

Veja também: Ler antes de dormir: 10 motivos para incorporar o hábito ao ritual do sono

3 dicas de meditação infantil para praticar com seus pequenos

3 dicas de meditação infantil para praticar com seus pequenos

Se você está pronto para tentar, nós separamos algumas dicas que podem ajudar bastante com a meditação de criança. Veja só:

1 – Construa um ambiente favorável para a meditação infantil

É importante deixar a criança se sentir confortável e segura no momento da meditação infantil. Com isso, as chances de ela participar ativamente do processo e de se interessar por ele aumentam significativamente.

Além de estar em um local tranquilo e sem tantas distrações, vale focar em conscientemente diminuir o ritmo da respiração. Assim, elas ficarão naturalmente mais tranquilas, o que abrirá espaço em suas mentes, corpos e almas para sentir a calmaria e a paz interior.

Aqui, você pode recorrer ao lúdico, como pedir que ela sinta o ar entrando fresquinho em seus pulmões e enchendo o peito para, então, sair quentinho pelo nariz. Peça a ela para se atentar em cada um desses passos.

2 – Incentive o uso da imaginação

Nós já falamos por aqui como estimular a criatividade infantil, o que tem vários benefícios, entre eles a redução do estresse e da ansiedade e a melhora da habilidade de concentração, dois pontos fundamentais quando se trata da meditação infantil.

Você pode contar uma história simples e pedir para a criança fechar os olhos e imaginar tudo o que está sendo dito, sempre com uma voz bem calma, tranquila e serena. Assim, sua imaginação falará ainda mais alto, o que é super importante neste momento (e em toda a vida, diga-se de passagem).

Inclusive, fica aqui a dica do clube de assinatura infantil do Quindim. Você pode receber até 4 livros por mês em sua casa, escolhidos especialmente para a idade do seu pequeno, e essas histórias podem conduzir bons momentos de troca.

3 – Estimule com o exemplo

Todos os pais, tios, avós e cuidadores sabem como o exemplo é importante para as crianças. Vale muito mais fazer algo que também queremos que eles façam do que simplesmente pedir alguma coisa, mas que não faz parte de nossa rotina.

Por isso, a meditação para crianças deve ser um reflexo da meditação para adultos. Assim, os pequenos perceberão que seus pais ou cuidadores também meditam e provavelmente sentirão ainda mais desejo de replicar aquelas técnicas e práticas em seu dia a dia.

Além dos momentos de meditação propriamente ditos, os pequenos também perceberão como isso faz bem aos seus pais ou responsáveis, o que é outro estímulo poderoso, tanto nessa fase como quando forem mais velhos.

Meditação para crianças: uma introdução à paz interior

Meditação para crianças: uma introdução à paz interior

Quem pratica meditação provavelmente sente o desejo de ter começado a fazer isso antes, e nada melhor do que o estímulo na infância para os pequenos aprenderem algo tão positivo para suas vidas.

Além de todos os benefícios físicos, mentais e emocionais envolvidos, há que se ressaltar que a meditação para crianças atua como um momento poderoso de interação entre os filhos e seus pais ou cuidadores, o que sempre é muito bem-vindo, já que constrói memórias e estreita laços.

Muito além de técnicas e práticas predefinidas, a meditação de criança é uma grande troca, em que os pais ou responsáveis precisam entender seus filhos e, assim, propor o que eles acreditam ser melhor para os pequenos.

Por fim, vale destacar que crianças que são introduzidas à meditação podem ter seus próprios momentos de introspecção, relaxamento e paz interior, mesmo quando estão longe de quem guiava tais momentos. Logo, elas terão uma ferramenta poderosa e que as acompanhará durante toda a sua vida.

E aí, você já praticou a meditação infantil? Quais foram as mudanças que notou em seu pequeno? Tem outra dica que gostaria de compartilhar? Fique à vontade para deixar sua opinião aqui nos comentários.

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!


ESTES ARTIGOS PODEM SER DO SEU INTERESSE

histórias infantis para dormir

HISTÓRIA INFANTIL PARA DORMIR: 7 CONTOS QUE AS CRIANÇAS VÃO ADORAR

Livros para dormir que as crianças vão amar

8 LIvros para dormir que as crianças vão amar

ciúmes infantil e psicologia

Ciúme infantil e psicologia: saiba porque seu filho sente ciúmes

Rotina do sono da criança

Rotina do sono: um guia que vai ajudar na hora de dormir das crianças

Ansiedade infantil

Precisamos falar sobre a ansiedade infantil e suas consequências

QUAIS OS IMPACTOS PSICOLÓGICOS DO USO DE REDES SOCIAIS PELOS JOVENS

Quais os impactos psicológicos do uso de redes sociais pelos jovens?

leonardo-ponso

LEONARDO PONSO

Leonardo Ponso é redator desde 2015, casado com a Tábata e pai do Rafael. Tem certeza que o seu interesse pela leitura quando pequeno influenciou diretamente na sua profissão hoje. É fascinado pelo universo infantil e ama a experiência de vivenciar cada evolução do seu filho. Gostaria muito de saber o que passa na mente dos pequenos.