Saiba como lidar com a hora da bruxa nos bebês e entenda o que é

Você sabe o que é hora da bruxa? Pode ser que este termo seja novo em seu vocabulário, mas, depois de ver a descrição do que estamos falando, provavelmente se lembrará desses momentos ou até mesmo esteja passando por eles agora mesmo.

Seu bebê está super tranquilo durante o dia, com seu comportamento normal. Porém, quando chega o período do final da tarde até a noite, parece que alguém beliscou o bebê e não quer mais soltar, já que ele começa a chorar e gritar inconsolavelmente.

O nome “a hora da bruxa” não vem de nenhum conto de fadas ou dos livros daquele bruxo tão famoso, com uma cicatriz na testa. Porém, fique tranquilo: a situação pode trazer algum grau de preocupação, mas ela é passageira.

Continue com o Clube Quindim para aprender tudo o que precisa saber para evitar a hora da bruxa e, caso ela apareça, o que fazer para mandá-la embora.

O que é hora da bruxa?

O que é hora da bruxa E como lidar com ela

É um período agitado pelo qual praticamente todos os bebês passam, que geralmente acontece no mesmo horário todos os dias, entre 17h e 0h.

A hora da bruxa no bebê costuma começar entre sua 2ª e 3ª semana de vida, atinge seu pico por volta da 6ª semana e diminui a partir dos 3 meses de vida. Enquanto isso, o bebê pode ficar mais inquieto que o normal e ser difícil de consolar, mesmo ao se fazer o que geralmente funciona nesse sentido.

O bebê pode tanto querer mamar com muita frequência quanto não querer mamar de jeito nenhum. Ele também pode parecer super cansado, mas não dormir. Por vezes, até parece que nem o próprio bebê sabe o que quer – o que, de fato, pode ser verdade.

Costuma ser uma tarefa árdua acalmar os pequenos quando passam por tais momentos, e uma das melhores sugestões é manter a calma para lidar com a situação.

Por que acontece a hora da bruxa?

o que é hora da bruxa e por que ela ocorre

Alguns dos principais fatores que podem levar à hora da bruxa são os seguintes:

  • Queda da prolactina. O hormônio responsável pela produção de leite no corpo da mulher é a prolactina. Conforme o dia avança, é natural que seus níveis reduzam, o que resulta em um fluxo mais lento na produção e, portanto, pode “chatear” os bebês, que sentem vontade de mamar mais vezes. Isso pode causar muita culpa entre as mães, mas é preciso entender que é um processo natural.
  • Superestimulação. Os bebês não sabem como se acalmar sozinhos. Então, no final do dia, eles podem se sentir irritados e desorganizados, que é quando torna-se difícil acalmá-los. Além disso, o período da hora da bruxa costuma ser quando os filhos chegam da escola e os pais voltam do trabalho, ou seja, muita coisa acontece ao mesmo tempo, o que pode ser cansativo para os pequenos.
  • Cansaço excessivo. Mesmo sem que o bebê tenha sido superestimulado, ele pode estar bem cansado. Especialmente, bebês de até 3 meses cansam muito rápido, o que aumenta os níveis de cortisol e adrenalina na corrente sanguínea. Quando esses dois “hormônios do despertar” percorrem seus pequenos corpos, é mais complicado acalmá-los.
  • Picos de crescimento. Durante o primeiro ano de vida, o bebê passa por vários picos de crescimento, ou seja, ganhos de peso bem acelerados durante alguns momentos. Eles costumam acontecer dos 7 aos 10 dias; de 2 a 3 semanas; de 4 a 6 semanas; aos 3 meses; 4 meses; 6 meses e 9 meses. Especialmente até os 3 meses. Isso pode explicar um pouco da hora da bruxa nos bebês. Você pode saber mais sobre o recém-nascido e seus marcos do desenvolvimento e outras mudanças em nosso blog!

Veja também: Recém-nascido: marcos do desenvolvimento e outras angústias

Como evitar a hora da bruxa?

o que é hora da bruxa e como evitar

Como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar. Por isso, saiba que as seguintes dicas podem ajudar seu bebê a não passar por este momento ou pelo menos amenizá-lo:

  • Se possível, mantenha a amamentação. Se o seu bebê ainda mama no peito, continue alimentando-o dessa forma mesmo que a produção de leite diminua com o passar do dia. Afinal, o leite é produzido de acordo com a demanda do bebê.
  • Tenha uma rotina de sono para o bebê. É importante manter uma rotina estabelecida de sono, especialmente para bebês de 1 mês em diante, que geralmente começam a regular melhor suas sonecas e dormidas à noite. Coloque-os para dormir quando perceber que estão com sono e não tente deixá-los mais cansados para que durmam mais à noite. Infelizmente, isso costuma ter o efeito contrário.
  • Evite estimular demais o bebê. Não há problema nenhum em brincar com o pequeno, muito pelo contrário. Porém, se ele demonstrar algum sinal de sono ou cansaço, diminua o ritmo e veja se é uma boa oportunidade para colocá-lo para dormir.

O que fazer durante a hora da bruxa em bebês?

o que é hora da bruxa e como lidar

Se não foi possível prevenir, ainda é possível amenizar a situação até que o bebê se acalme. As seguintes sugestões podem ser valiosas:

  • Deixe o bebê mamar à vontade. Seja leite materno ou fórmula, a demanda durante a hora da bruxa tende a ser maior do que nos momentos normais, como a cada 30 minutos ou, basicamente, a todo instante. Deixe-o mamar, o que pode até suprir a demanda do pico de crescimento, caso haja um na mesma época.
  • Veja se o bebê não quer arrotar. Caso haja algum gás na barriguinha do seu bebê, isso o deixará bem irritado. Ajude-o a eliminá-lo ao dar leves tapinhas em suas costas ou ao segurá-lo com a barriga em seu ombro.
  • Deem uma voltinha juntos. Seja uma volta no quarteirão, um passeio pelo condomínio ou mesmo uma caminhada na garagem, isso pode ajudar os dois a se acalmar.
  • Recorra ao colo de outra pessoa. Se o cansaço e o estresse estiverem batendo, provavelmente o seu bebê sentirá isso e também ficará nervoso. Os “colinhos” de outras pessoas da casa podem acalmá-los durante a hora da bruxa.
  • Invista no contato pele a pele. O contato próximo com o bebê pode funcionar super bem. É provável que ele se acalme quando sentir a pele da mamãe ou do papai encostando na sua pele, como em uma boa ninada. Além disso, até o adulto deve relaxar com um momento tão delicioso.

Você também pode se interessar pelos saltos de desenvolvimento do bebê: o que são e como lidar com as mudanças dos quais já falamos aqui em nosso blog!

Veja também: Saltos de desenvolvimento do bebê: o que são e como lidar com as mudanças

Hora da bruxa em bebês: uma experiência intensa, mas que deve passar logo

o que é hora da bruxa quando ela passa

Como vimos, essa é uma situação normal entre os bebês, que pode durar por volta de dois meses ou um pouco mais que isso. Por isso, nós, como adultos, devemos fazer nosso melhor para ajudar os pequenos a lidar com um mundo ainda tão estranho para quem ficou por vários meses em um útero calmo e quentinho.

Caso as dicas não funcionem ou você ache que algo não está correndo bem, não hesite em falar com o seu pediatra. Ele poderá lhe ajudar com suas dúvidas e indicar se é a hora da bruxa mesmo ou alguma outra eventual condição.

Entendeu o que é hora da bruxa? Então, prepare-se para lidar com ela da melhor maneira possível, de criar uma rotina de sono a desacelerar o bebê – o que, inclusive, pode ser feito com o auxílio dos livros do clube de assinatura infantil do Quindim, seu parceiro literário.

Você tem alguma experiência a compartilhar sobre a hora da bruxa? Descobriu, depois de tanto tempo, porque o seu bebê se agitava tanto quando era menor? Tem alguma dica a compartilhar? Deixe aqui nos comentários!

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!