Entenda por que seu filho foge do chuveiro e o que fazer para ajudar uma criança que não quer tomar banho

Em um momento, você tem um bebê que ama se molhar, brincar na banheira e tomar aquele banho gostoso. No outro, você se depara com uma criança que não toma banho, ou melhor, não é muito fã do chuveiro. E, agora, o que fazer?

Se você está passando por isso com os seus pequenos neste momento, fique tranquilo, pois não é o único. Seja um bebê que não gosta de banho ou uma criança que não quer tomar banho, a situação é corriqueira na vida dos pais, avós, tios e cuidadores.

Continue conosco, pois o Clube Quindim ajuda você a entender melhor quais as motivações por trás dessa decisão e o que fazer para mostrar a importância de manter os banhos em dia.

Por que tem criança que não toma banho?

criança que nao toma banho. O que fazer

É difícil encontrar uma resposta definitiva, pois tudo depende muito de cada caso. Porém, saiba que isso nem sempre significa falta de cuidado ou de interesse por parte da criança e que pode haver alguns motivos que ainda não estão tão claros.

Vamos fazer um breve exercício: imagine uma criança que não lava as mãos adequadamente. Em um primeiro momento, você pode até pensar que ela não está preocupada com a sua saúde, mas vários outros fatores podem explicar isso.

Um estudo de 2011 do American Cleaning Institute (Instituto de Limpeza Americano) tratou exatamente sobre isso e, por mais que seja um assunto um pouco diferente, pode nos ajudar a pensar fora da caixa e tentar entender o que está por trás da distância do sabão e das torneiras, nesse caso.

Participaram da pesquisa 521 pais de crianças de 8 a 17 anos e 512 crianças de 8 a 17 anos, sendo que as crianças não eram filhas dos pais entrevistados. A pesquisa on-line foi conduzida em 13 de julho de 2011 pela Russell Research.

Nessa pesquisa, além de percebermos que os pais às vezes deixam de dar um bom exemplo, vemos que há vários fatores envolvidos com uma criança que não lava as mãos, como a higiene dos banheiros, a falta de tempo ou o mero esquecimento, por exemplo.

Logo, podemos pensar de maneira similar com uma criança que não toma banho: nem sempre isso acontece por descuido, pode haver outros fatores que influenciam nesse sentido.

cuidando de uma criança que não toma banho

Seja para saber como lidar com a birra quando os pequenos não querem tomar banho ou simplesmente para ensiná-los da melhor maneira possível em relação a esse hábito de higiene e saúde, você pode colocar as seguintes dicas em prática:

  • Busque saber por que a criança não quer tomar banho. Um primeiro passo importante é conversar com a criança e tentar entender o seu lado para, então, saber como ajudá-la com carinho e paciência.
  • Fale com os seus filhos sobre higiene. Na mesma conversa (e também em outros momentos), é fundamental falar sobre a importância da higiene. Lembre-se, porém, de que esse pode ser um tema delicado para os pequenos, especialmente quando já estão maiores, se aproximando da puberdade ou já passando por ela.
  • Tente descobrir se a criança tem medo de dormir. Às vezes, o problema não é nem o banho em si, mas, sim, o que vem depois, que é dormir, especialmente quando há uma rotina estabelecida. Se o medo na infância se manifestou com o sono, os pequenos podem querer “atrasar” o momento de dormir ao demorar para tomar banho. Preste bastante atenção para poder ajudar o pequeno. Se esse for o caso, você também pode conferir em nosso blog mais sobre como proporcionar um sono tranquilo e sem lágrimas para os pequenos. 

Veja também: Sono sem lágrimas: dicas para proporcionar um sono tranquilo para a criançada

  • Veja se não há nenhuma condição física que dificulte o banho. As crianças podem estar com alguma irritação na pele que piora em contato com a água quente, como alergia das fraldas para os mais novos ou alergia de sabão para lavar roupas para os mais velhos, por exemplo. Se for esse o caso, é importante procurar ajuda médica.
  • O incômodo também pode vir de ter que puxar os cabelos para pentear… Você já parou para pensar que uma criança que não quer tomar banho pode, na verdade, não gostar que puxem seu cabelo na hora de pentear? Caso isso aconteça, faça o possível para não irritar a criança – produtos que evitam nós no cabelo ou boas escovas podem ajudar.
  • … Ou do secador de cabelos. Da mesma forma, o barulhão e o vento forte do secador pode ser o que incomoda seu filho. Uma mudança na hora de tomar banho (da noite para a tarde, por exemplo) pode favorecer a secagem natural e, assim, diminuir ou eliminar a necessidade de usar o secador.
  • Tente reparar se o pequeno tem medo da água. Medo é algo muito particular, e é perfeitamente possível que uma criança que não toma banho esteja com medo da água. Isso pode ter acontecido porque elas já engasgaram com água na piscina ou conhecem alguém que já se afogou, por exemplo. Se perceber que pode ser isso, dê o máximo de apoio possível e, se necessário, procure a ajuda de um pediatra de confiança para saber o que fazer. Em nosso blog, você pode saber mais sobre o medo na infância e sobre como a literatura pode ajudar a lidar com todos esses receios.

Veja também: Medo na infância: como a literatura pode espantar os fantasmas debaixo da cama

  • O medo também pode ser de cair no banho. Seja em banheiras ou no chuveiro, pode ser que o pequeno já tenha caído alguma vez e que isso ainda cause medo. Você pode recorrer aos tapetes antiderrapantes para box, que evitarão acidentes e, por isso, podem deixar o momento do banho ainda mais tranquilo, confortável e divertido.

No final das contas, pode haver muito mais por trás de uma criança que não quer tomar banho do que nossos olhos podem enxergar, e é papel dos pais e cuidadores dar todo o suporte necessário para vencer esse desafio.

O que fazer quando o bebê tem medo de tomar banho?

Como os bebês ainda não falam (ou, na verdade, nós é que nem sempre entendemos o que eles querem dizer), o “diagnóstico” pode ser um pouco mais difícil quando o bebê não gosta de banho.

Se você já se perguntou “por que o meu bebê não gosta de tomar banho”, pode tentar fazer o seguinte:

  • Deixe o bebê mais livre. Na medida do possível e sem colocar o bebê em risco, deixe ele se mexer enquanto estiver na água. Essa liberdade pode mandar uma parte da resistência embora.
  • Recorra aos brinquedos. Patinhos de borracha, copinhos, bichinhos e quaisquer outros brinquedos apropriados para o momento do banho também podem ajudar bastante a aliviar esse momento.
  • Mude os horários. Se o banho no meio da tarde não está funcionando, tente mudar para o período da manhã ou antes da hora de dormir, por exemplo. Assim, o pequeno pode ter uma experiência diferente.
  • Substitua a banheira pelo chuveiro. É claro que essa alternativa demanda alguma prática (que vem com as tentativas, de fato), mas os banhos no chuveiro, nos braços do papai ou da mamãe, podem ser mais tranquilos do que na banheira. Apenas tome cuidado para que a água não vá direto no rosto do bebê (especialmente nos mais novinhos) e também com a temperatura da água, que deve ser morninha, não muito quente.

Dica bônus: recorra à literatura!

Todas as dicas que demos são bem legais, mas deixamos uma das principais por último. Assim como acontece em outras áreas da vida dos pequenos (e até na nossa!), os banhos também podem ser fortemente influenciados pelo poder da literatura.

Além dos brinquedos de que comentamos acima, você pode ajudar uma criança que não quer tomar banho com a literatura, ou seja, livros que falam sobre esse momento tão importante para a higiene.

Recentemente, o Clube Quindim enviou aos assinantes alguns livros que falam sobre o banho, com histórias que podem fazer os pequenos olharem para os chuveiros e banheiras de outra forma.

criança que não toma banho: não vou tomar banho hoje jean-claude
Não vou tomar banho hoje!, Jean-Claude Alphen, editora Salamandra
criança que não toma banho: baleia na banheira
Baleia na banheira, Susanne Straber, Companhia das Letrinhas

Baleia na banheira é uma conto acumulativo que traz a história de uma baleia que tenta tomar o seu banho tranquilamente, mas é constantemente interrompida por vários animais que querem se juntar a ela nesse momento relaxante. A obra foi enviada para os assinantes de 0 a 2 anos e pode ser uma ótima maneira de mostrar como o banho pode ser uma brincadeira divertida.

Não vou tomar banho hoje! conta história de um menino que deseja ser um urso, afinal, se ele fosse uma grande urso ninguém ia obrigá-lo a tomar banho. Mas será que essa é mesmo uma boa ideia? Será que tomar banho é tão ruim assim ou pode ter sua parte legal? A obra foi enviada para os nossos assinantes de 3 a 5 anos e também é uma ótima pedida para mostrar aos pequenos que tomar banho é muito importante.

Você também pode recorrer a outros livros que abordam o tema para tratá-lo de uma maneira mais divertida e, assim, ajudá-los a romper essa barreira, o que será bem importante para o decorrer de suas vidas.

Se você tem ou conhece uma criança que não toma banho, siga nossas dicas e veja como o processo pode melhorar. Aproveite e conheça nosso clube de assinatura infantil, que aborda esse e vários outros temas super legais de uma maneira divertida, leve e sensível, como toda criança merece.

Você tem mais alguma dica para aquela criança que não quer tomar banho? O que deu certo para você? Deixe sua opinião nos comentários!

Assine o Clube Quindim

APROVEITE ESTE MOMENTO PARA INCENTIVAR A LEITURA!