Seleções > Robin Hood

ROBIN HOOD

Texto: Louis Rhead

Ilustração: Daniel Araujo

Tradutores: Tatiana Belinky

Editora: Amarilys
“Que os santos despejem bênçãos sobre a tua cabeça, Robin Hood, e as preces de todos te acompanharão por toda parte que vás.”
SINOPSE
Foto do resenhista Peter O' Sagae
por Peter O' Sagae

Junto ao nome de Robin Hood ressoa o velho bordão — tirar dos ricos para dar aos pobres — e completamos imediatamente tal preceito com a imagem moral da justiça. À frente de um bando de homens fora da lei, Robin apresenta-se como um bem-humorado herói inglês que devolvia ao povo oprimido o que dele fora tomado à força de impostos e da espada, pela nobreza, donos de terras e castelos, pelos governantes e altos funcionários, pelos juízes e magistrados que condicionavam as leis severamente contrárias à mínima manutenção de bens e da própria sobrevivência. Muitas vezes, a figura ágil de Robin Hood surpreendia os incautos pelas estradas e pela floresta de Sherwood, nos arredores de Nottingham, manejando arco e flecha, vestindo um chapéu com capa que lhe daria o notório codinome que significa o encapuçado ou capuz de pintarroxo.

Numerosas façanhas de Robin Hood foram narradas por meio de de baladas e lendas medievais que nasceram justamente em torno de seu caráter mítico. Supostamente, ele também era um nobre que viveu nos tempos de Ricardo Coração de Leão e testemunhou, no século XII, a ostensiva exploração do povo mais humilde para financiar e depois saldar as dívidas da campanha militar com o insucesso da Terceira Cruzada. Fato é que tudo o que a História esconde vai se transformando em canção e matéria literária — e os primeiros textos escritos a respeito de Robin Hood apenas puderam ser encontrados a partir do século XV.

Com a prosa ligeira de Louis Rhead na tradução de Tatiana Belinky, esta edição é uma espécie de sumário investigativo a respeito do herói. Mesclando o propósito das antigas crônicas à forma de uma novela, em capítulos, o autor inglês conectou as aventuras de Robin Hood ao contexto histórico e aos costumes de época que se imagina tenha ele vivido. Desde o nascimento de Robert Fitzooth, em Locksley, e ver-se como moço alto e bem-posto, num incidente aos quinze anos que o obrigaria a mudar seu nome para escapar da Guarda Real, aqui veremos outras origens e caminhos para o personagem... Na edição de 1912, o próprio Louis Rhead ilustrou o livro, sendo um renomado desenhista, gravurista e pintor. Suas artes, nesta publicação, foram substituídas pelas imagens de Daniel Araújo que trabalha com uma linguagem familiar às histórias em quadrinhos.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 9+
Ano: 2011
País: Estados Unidos
ISBN: 9788520431139
DIMENSÕES E ACABAMENTO
23 cm x 16 cm x 2 cm
Peso: 400 g
Páginas: 256
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Autoconhecimento e autocuidado, Responsabilidade e cidadania, Repertório Cultural, Trabalho e Projeto de Vida, Argumentação
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se divertir, Para se emocionar
GÊNEROS
Novela, Narrativa de aventura
ASSUNTOS
Amor, Poder, Suspense, Aventura, Aposta, Floresta, Pobreza, Generosidade, Bondade, Dinheiro, União, Avareza, Código de honra, Justiça, Nobreza, Caráter moral, Opressão
SOBRE LOUIS RHEAD
Foto do autor Louis Rhead
Louis John Rhead foi um artista norte-americano, ilustrador e também autor de alguns livros, nascido na Inglaterra, que emigrou para os Estados aos vinte e quadro anos. Há três gerações sua família trabalhou na indústria de cerâmica, de modo que Louis aprendeu importantes noções das artes decorativas juntamente a seu pai, durante a infância. Aos treze, fora enviado a Paris, tornando-se aluno de Gustave Boulanger e após três anos passaria a trabalhou como ceramista. Ganhou uma bolsa de estudos da National Art Training Schoool, de Londres, diplomou-se em 1881 e fora convidado a trabalhar para a editora Cassell, atual The Orion Publishing Group, e depois mudou-se para a América como diretor de arte. Na década de 1890 era um proeminente cartazista e capista, mas foi somente entre 1902 e 1926 que se envolveu com o editorial de livros para crianças.
leia mais...
SOBRE DANIEL ARAUJO
Foto do autor Daniel Araujo
Daniel Araújo nasceu em São Paulo, formou-se em Arquitetura e é um ilustrador que trabalha com o desenho de animação, publicidade, histórias em quadrinhos, fanzines, além de colaborar diversamente em revistas, diagramação de livros e a restauração digital de filmes clássicos brasileiros.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35