Seleções > Ombela

OMBELA

Texto: Ondjaki

Ilustração: Rachel Caiano

Editora: Pallas
Em umbundu, uma das línguas bantus mais faladas em Angola, Ombela significa chuva. Aqui, ela dá nome a uma jovem deusa, em uma jornada de descobertas de seus sentimentos em que, chorando e sorrindo, suas lágrimas banham e regam a terra.
SINOPSE
Foto do resenhista Lucélia Souza
por Lucélia Souza

Cada povo tem seus mitos e lendas. Neste livro, Ondjaki e Rachel Caiano nos apresentam Ombela que, como afirmam os angolanos mais velhos, é uma bela jovem de cujas lágrimas nasce a chuva. Lágrimas de uma deusa triste!

Seu pai, ao vê-la chorar, preocupado, adverte que tristeza faz parte da vida, mas aquele sentimento inunda a sua alma e lhe dói o peito. Nem mesmo os deuses conseguem escapar da tristeza. Ombela chora mares de dor e, para que essas lágrimas não devastem a terra, matando bichos e pessoas, purifica-as com sal. Assim, oceanos inteiros se enchem de água salgada e a vida que há por ali flui abundantemente. "Não sei se choro porque ainda estou triste, ou porque gosto tanto de olhar o mar..."

São tantos os sentimentos que cabem em uma pessoa! Neste caso, a dúvida da jovem deusa faz novamente o seu velho pai, apequenado pelas inúmeras tristezas colhidas ao longo da vida, se manifestar. Não existem apenas lágrimas de tristeza, diz ele. "Se é hora de sorrir, deves sorrir. Se precisas de chorar, deves chorar." Assim, Ombela entende que há o tempo de chorar, o tempo de sorrir e que também existem lágrimas de alegria, e essas são doces, e caem sobre a terra, formando rios, lagos e lagoas, fazendo crescer e florescer as maravilhosas florestas e os animais.

Nesta lenda umbundu, há a possibilidade de ampliar o nosso olhar e nos aproximar do universo cultural da transmissão oral dos mitos e lendas. Um texto bonito de ler e belo de ver! As ilustrações retratam elementos e cores desta cultura africana, ressalta intensidades dos sentimentos da deusa e também nos colocam diante da oportunidade de enxergar diferentes perspectivas a partir dos traços na representação de Ombela. 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 3-5, 6-8
Ano: 2014
País: Angola
ISBN: 9788567751016
DIMENSÕES E ACABAMENTO
23.6 cm x 23.4 cm x 1 cm
Peso: 350 g
Páginas: 44
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Autoconhecimento e autocuidado, Empatia e cooperação, Repertório Cultural
PRÊMIOS
Prêmio Caxinde do Conto Infantil
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se emocionar
GÊNEROS
Álbum ilustrado, Mito e lenda, Reconto
ASSUNTOS
Protagonismo negro, Egoísmo, Natureza, Representatividade, Cultura negra, Tristeza, Altruísmo, Seca, Água, Recursos Naturais, África, Chuva, Ciclo da natureza
SOBRE ONDJAKI
Foto do autor Ondjaki
Ndalu de Almeida, nasceu em 1977 em Luanda, Angola. Poeta e escritor, iniciou seus estudos em Portugal na Universidade de Coimbra onde cursou sociologia, posteriormente de doutorando em estudos africanos na Itália. Além de escritor, também é ator e diretor, sendo sua obra mais famosa Oxalá cresçam pitangas - Histórias de Luanda.
leia mais...
SOBRE RACHEL CAIANO
Foto do autor Rachel Caiano
Artista plástica e ilustradora, nascida em 1977, com uma formação que passou pelas artes cênicas e pela arquitetura, tem desenvolvido projetos nas áreas da pintura, teatro e ilustração. Recebeu diversos prêmios como: o Prémio Bissaya Barreto de Literatura para a Infância 2014 com o livro Pequeno Livro das Coisas, que foi também finalista do Prémio SPA 2013; o Prémio Jovens Criadores 2007 na área da ilustração. 
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35