Seleções > O rabo do gato

O RABO DO GATO

Texto: Mary França

Ilustração: Eliardo França

Editora: Ática
Olhe a imagem da capa: por que o sapo tá tão animado, esfregando as palmas das mãos olhando o gato raiado de olhos estáticos? Onde anda o rabo do gato?
SINOPSE
Foto do resenhista Peter O' Sagae
por Peter O' Sagae

Será mesmo que o hábito faz o monge, como diz o velho provérbio popular? Nesta fábula ilustrada, cuja moralidade é realmente o riso, vamos conhecer um sapo que um dia encontrou um rabo de gato e foi logo ficando com ele, amarrando-o à cintura. Veio o tatu que logo concluiu que sapo, com rabo de gato, é gato! Mas um gato do mato marrom rajado de preto logo apareceu e o diálogo... ficou enrolado, o batráquio desconfiado. Que animal ele era, quem poderia ser, tendo ele conseguido um rabo listrado?

Com frases com jeito de trava-língua e desenhos que mostram os personagens como dentro de um palco, na maioria das páginas, este pequeno livro ilustrado brasileiro tem uma grande história para contar. Uma história que é a revolução da linguagem gráfica dos livros para crianças, na década de 1980, juntamente a outros títulos da coleção Gato e Rato, destinada originalmente a leitores em processo de aquisição do código escrito. No entanto, não se deixe enganar por uma aparente simplicidade: a narrativa de Mary França está em perfeita sintonia com os desenhos de Eliardo, com extremo ritmo e jogos verbais como a aliteração e a assonância que lidam com as repetições sonoras de consoantes e vogais, em combinações ligeiras, rumorejando humor, de modo a agradar ao ouvido das crianças e ao mesmo tempo força-las à distinção das letras. E no final adivinhe a onomatopeia do sapo coaxando quem ele é... Já as ilustrações bastante sintéticas causam impacto, pelo tamanho dos personagens que surgem na abertura das páginas; também oferecem uma riqueza de recursos estilísticos da imagem: diferentes texturas, listras, hachuras, padrões em bolinhas pretas ou brancas, olhos e bocas, patas e mãozinhas que conversam sem parar cena a cena.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 0-2, 3-5
Ano: 2015
País: Brasil
ISBN: 9788508172795
DIMENSÕES E ACABAMENTO
18 cm x 22 cm x 0.4 cm
Peso: 66 g
Páginas: 16
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Pensamento científico, crítico e criativo, Comunicação, Autoconhecimento e autocuidado, Argumentação
TIPOS DE LEITURA
Para se divertir
GÊNEROS
Álbum ilustrado, Fábula e história de animais, Chiste – jogo de palavras, Anedota
ASSUNTOS
Conquista da autonomia, Animais, Identidade, Gato, Aceitação, Comparações, Alteridade, Sapos e rãs, Tatu
SOBRE MARY FRANÇA
Mary França estreou na literatura infantil, em 1973, com o livro O menino que voa. Cinco anos adiante, em parceria com Eliardo, viria publicar os primeiros títulos da famosa coleção Gato e Rato, unindo narrativas breves, bem humoradas e cativantes a ilustrações de grande vigor comunicativo. Ela também adaptou diferentes contos de matrizes populares brasileiras, além das histórias de Hans Christian Andersen.
leia mais...
SOBRE ELIARDO FRANÇA
O nome de Eliardo França parece mesmo inseparável de sua esposa, Mary França, uma vez que o casal ajudou a revolucionar a linguagem gráfica e narrativa dos livros para crianças no Brasil dos anos 1980, através da coleção Gato e Rato, apresentando irresistíveis ilustrações a par de um texto bastante ágil e sonoro. Sua estreia se deu, no entanto, com O rei de quase-tudo, obra de 1974 que conquistara prêmios antes mesmo de seu lançamento no mercado nacional, recebendo menção honrosa no Concurso Paz na Terra, promovido pela FNLIJ em 1972 e, uma vez publicada, viajaria à Eslováquia, agraciada com a menção honrosa durante Bienal de Ilustração de Bratislava – BIB 1975; no ano seguinte, receberia outra menção honrosa concedida pelo IBBY no Congresso realizado em Atenas, na Grécia; esse mesmo título esteve presente na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha, em 1978, e veio-lhe o reconhecimento da Unesco, em 1979, com o primeiro lugar na categoria “Livro para um Mundo Melhor”, além de festejado com vários selos de ‘Altamente Recomendável’ e quatro vezes eleito como O Melhor para Criança – FNLIJ 1974, 1979, 1985 e 1986.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35