Seleções > Momo

MOMO

Texto: Michael Ende

Tradutores: Monica Stahel

Editora: WMF Martins Fontes
O que você faz com seu tempo? Poupa, vende, desperdiça? São muitos os questionamentos nesse clássico de Michael Ende publicado originalmente em 1973, que propõe ao leitor uma reviravolta nos conceitos ocidentais de tempo, ócio e consumo.
SINOPSE
Foto do resenhista Dauana Vale
por Dauana Vale

Momo é uma menina baixinha e magrinha, cabelos encaracolados pretos e desgrenhados. Tem olhos grandes e bonitos. Mora sozinha nas ruínas de um anfiteatro. As pessoas do entorno a ajudam a tornar o lugar mais confortável. Com o passar dos dias, Momo se torna a principal ouvinte e sem maiores intenções, a maior razão de profundas mudanças nas pessoas. Todos seguiam suas vidas até a chegada dos Homens de cinza, burocratas da Caixa Econômica do Tempo. Eles convencem as pessoas de que elas precisam se dedicar mais à produção, poupar tempo para o futuro. Os homens de cinza até calculam o número de horas que uma criança perde com a própria mãe!

Com isso, ninguém tem tempo para mais nada: conversas, brincadeiras, experiências... viver ficou para depois. No dia em que um dos homens cinzentos tenta convencer Momo sobre o desperdício de tempo, acaba revelando-se demais e aí precisava dar um jeito na menina que se tornou uma ameaça. E, então, entra em cena a tartaruga Cassiopeia. Juntas defendem-se e encontram respostas.

As transformações socioculturais ocorridas no final do século XIX e por todo o século XX, contribuíram para novas perspectivas sobre o significado do tempo. Este, na maioria das sociedades, passa a ser totalmente guiado pelos ponteiros dos relógios e pelas demandas do mercado financeiro. O mundo tem pressa e parar não significa o necessário ócio e saúde mental, mas perda de tempo e culpa. A protagonista dessa narrativa, uma garota muito sábia, simboliza justamente a necessidade humana de rever tudo isso.

Para além do enredo central, o livro possui várias histórias paralelas que tocam profundamente. Tempo é vida, bem sabem as crianças. E se na correria do cotidiano priorizamos o lucro à própria experiência de viver, certamente estamos fadados ao tédio e ao fracasso. 

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 9+
Ano: 2012
País: Alemanha
ISBN: 9788578275785
DIMENSÕES E ACABAMENTO
20.8 cm x 13.8 cm x 2 cm
Peso: 322 g
Páginas: 276
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Pensamento científico, crítico e criativo, Comunicação, Autoconhecimento e autocuidado, Empatia e cooperação, Responsabilidade e cidadania, Conhecimento, Repertório Cultural, Cultura Digital, Trabalho e Projeto de Vida, Argumentação
PRÊMIOS
Prêmio de Literatura Juvenil Alemã, Prêmio Europeu de Livros para a Juventude
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se emocionar
GÊNEROS
Novela, Narrativa de aventura, Narrativa de fantasia
ASSUNTOS
Consumismo, Empatia, Infância, Amizade, Suspense, Aventura, Trabalho, Ócio, Tempo livre, Altruísmo, Criança, Relações Humanas, Diálogo, União, Hábitos de consumo, Vínculos Afetivos, Lazer, Sensibilidade, Jabuti ou Tartaruga
SOBRE MICHAEL ENDE
Foto do autor Michael Ende
Um dos mais populares escritores de língua alemã do período pós-guerra, utor de romances sobre fantasia e livros infantis. Filho do pintor surrealista Edgar Ende, tornou-se conhecido por seu trabalho Die unendliche Geschichte, e seus outros livros incluem Momo e o senhor do tempo e Jim Knopf. Suas obras são traduzidas em quarenta idiomas. A circulação total de livros é superior a vinte milhões de exemplares. Na Rússia, ele se tornou famoso em 1984, quando o filme "História Infinita" apareceu nas telas.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35