Seleções > Griso, o único

GRISO, O ÚNICO

Texto: Roger Mello

Ilustração: Roger Mello

Editora: Global
Ele é único, o último unicórnio e também o primeiro, em busca de seu semelhante, a companhia que o permita continuar existindo e percorrer paisagens no galope de nossa própria imaginação.
SINOPSE
Foto do resenhista Peter O' Sagae
por Peter O' Sagae

Muitos especialistas de literatura para crianças e também autores, sejam escritores, sejam ilustradores, costumam definir o livro ilustrado como uma pequena e breve galeria de arte portátil — e alguns poucos trabalhos materializam essa ideia, ao pé da letra e da imagem. Griso, o único, talvez seja o último unicórnio da face da Terra e da interface das narrativas mágicas. E aqui temos a sua aventura poética tirada em tintas, neblinas e distâncias.

O narrador logo conta que Griso galopava por toda uma planície procurando um ser semelhante a ele mesmo, mas nunca sem encontrar nada nem ninguém, partindo daqui até os confins do mundo... Pois bem: num nível de interações com a história da arte, essa planície se torna o próprio livro — e o unicórnio, atravessando os vales e os montes da virada das páginas, incursiona por diferentes formas de representação gráfica da arte ótica, gótica, rupestre, surrealista, medieval, egípcia, grega, africana, persa, indiana, chinesa, num cavalgar que é não linear, entremeando tempos e espaços do imaginário coletivo. Onde Griso encontrará outro unicórnio?

Uma das leituras possíveis é que apenas encontrará alguém igualmente único nas tenebrosas noites dos mitos das mais remotas culturas que nasceram dentro das cavernas. Com um texto fluido como um passeio, o conto ilustrado (publicado pela primeira vez em 1997) admite ao pensamento entregar-se a questões profundas que surgem às vezes dos sonhos, nas sombras ou nos devaneios existenciais. Afinal, quem sou eu? Onde encontrar a outra parte de mim, a companhia necessária para enfrentar mares e abismos, horas que se perdem sob o manto que envolve e conforta? Qual seria o cavalo semelhante-dessemelhante como Griso?

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 0-2, 3-5, 6-8, 9+
Ano: 2016
País: Brasil
ISBN: 9788526021273
DIMENSÕES E ACABAMENTO
28.6 cm x 18.4 cm x 1 cm
Peso: 360 g
Páginas: 36
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Autoconhecimento e autocuidado, Conhecimento, Repertório Cultural
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se emocionar
GÊNEROS
Álbum ilustrado, Fábula e história de animais, Livro sem idade, Prosa poética
ASSUNTOS
Solidão, Amor, Arte, Identidade, Animais reais e imaginários, Existência, História Geral, Diversidade afetiva, Unicórnio, Cultura, Dúvidas existenciais, História da Arte
SOBRE ROGER MELLO
Foto do autor Roger Mello
Escritor e ilustrador nascido em Brasília, o premiadíssimo Roger Mello é autor de livros para crianças e jovens, peças de teatro, além de realizar muitos outros trabalhos no campo das visualidades: revista, desenho animado, estamparia, design gráfico, direção de arte. É também ator e cantor de bossa nova. Ao longo dos anos, detém vários prêmios do Jabuti, da ABL, da UBE, estendendo o reconhecimento para a cena internacional, iniciando como o melhor livro do ano da Fondation Espace Enfants (Suíça), em 2002, pela obra Meninos do mangue; homenageado no Escale Brésil, do Salão do Livro de Montreuil (França), em 2005; Prêmio Hans Christian Andersen 2014, conferido a ele como ilustrador, pelo International Board on Book for Young Peope (IBBY) e, no mesmo ano, recebeu ainda o Prêmio Internacional Chen Bochui para melhor autor estrangeiro (China). Tem participado de feiras e exposições de sua obra em diferentes países, transformando o mundo em um lugar sem fronteiras para a expressão de seu carisma e livros.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35