Seleções > Corda bamba

CORDA BAMBA

Texto: Lygia Bojunga

Editora: Casa Lygia Bojunga
De repente, Maria sente que a vida toda perdeu equilíbrio. Trancada dentro de lembranças e sentimentos em fragmentos, ela deve abrir as portas belas e dolorosas em seus sonhos para reorganizar o caminho presente.
SINOPSE
Foto do resenhista Peter O' Sagae
por Peter O' Sagae

Da realidade ao constante sonho de Maria, estende-se uma corda bamba entre os prédios da orla carioca e, noite após noite, a menina sente a necessidade de ir adiante, não importa a altura, buscando o seu próprio equilíbrio. Às vezes, puxando o fim da madrugada um bando de andorinhas segue as costas de Maria — e quem ouve os relatos da menina até mesmo vê essas aves de verão paradas no ar como se fizessem fila detrás dela! Maria tem um arco de flores coloridas e anda na corda como um passeio seguro no calçadão da praia. Então, ela percebe numa vez um outro prédio alto com janela redonda e um andaime perto: estendendo a curiosidade até lá, Maria reencontra o mar sereno e também tumultuado em que se transformou sua vida, ao atravessar um corredor com variadas portas pintadas em cores diferentes, vozes e imagens de seu passado e memórias perdidas.

Qual o começo da história? É onde começa o livro com Maria, na idade de dez anos, indo morar no apartamento de sua ostensiva avó chamada Maria Cecília Mendonça de Melo? Ou o começo da história é uma infância vivida no circo ou, antes de tudo isso, com Márcia e Marcelo se conhecendo? Haverá um sonho que começa e termina dentro de outro sonho? A história de Maria é certamente um filme, com ecos distantes e movimentos arriscados. Houve uma tragédia na corda bamba ou drama mesmo será conviver com quem não conhecemos as intenções?

Tantas perguntas vão se enganchando de um capítulo a outro nesta novela de uma das mais importantes autoras de literatura brasileira para crianças e jovens; este é o quinto título de Lygia Bojunga que escreve vivamente a narração e os diálogos com o sabor espontâneo da fala e do pensamento de seus personagens. O livro foi lançando em 1979, considerado o Ano Internacional da Criança, e nos aproxima do drama de Maria — uma menina trancada em seu próprio mundo interior, numa condição médica que mais modernamente tem sido conhecida como a Síndrome da Resignação: após um acontecimento terrível em sua vida, a criança apresenta sinais de apatia em diferentes graus de silêncio, imobilidade, desinteresse em alimentar-se e cuidar de si mesma. Contudo, o texto de La Bojunga possui delicadezas, juntamente a outros temas de ordem social e existencial, numa elegância entre a forma, a metonímia e a metáfora. Assim, algumas surpresas escondem-se nas suas frases e outras escolhas. A avó é então lida como uma onça irascível, toda vez que aparece com seus quatro nomes repetidos. E há uma cantilena motivada pelos nomes do casal, Márcia, Marcelo, a invocação sobre a vida da menina deles interrompida: o mar ia... no entanto, a vida de Maria voltará a ter fluxo, sentido, novas portas no vaivém dos espaços futuros.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 9+
Ano: 2011
País: Brasil
ISBN: 9788589020046
DIMENSÕES E ACABAMENTO
18 cm x 13 cm x 1 cm
Peso: 188 g
Páginas: 142
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Pensamento científico, crítico e criativo, Autoconhecimento e autocuidado, Empatia e cooperação, Conhecimento, Repertório Cultural, Trabalho e Projeto de Vida, Argumentação
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se emocionar, Para conversar sobre temas difíceis
GÊNEROS
Novela, Realismo crítico, Realismo cotidiano
ASSUNTOS
Família, Consumismo, Amizade, Egoísmo, Arte, Acidente, Morte, Trabalho, Sonho, Cidade, Altruísmo, Rio de Janeiro, Liberdade, Avó, Circo, Espaço urbano, Moradia e habitação, Acolhimento, Síndrome da Resignação, Cidades brasileiras, Prédio, Apartamento, Introspecção
SOBRE LYGIA BOJUNGA
Foto do autor Lygia Bojunga
É considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras. Lygia foi a primeira autora fora do eixo Estados Unidos - Europa a receber o Prêmio Hans Christian Andersen (1982), considerado o Nobel da Literatura Infantil e Juvenil. Em 2004, ganhou o prêmio Astrid Lindgren Memorial Award, criado pelo governo da Suécia. Com o valor recebido, criou a Fundação Cultural Lygia Bojunga.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35