Seleções > Cantigamente

CANTIGAMENTE

Texto: Leo Cunha

Editora: Nova Fronteira
A poesia é uma moeda de duas faces e diversos valores, por isso o livro de Leo Cunha faz os leitores ouvirem cantigas e sentir cócegas na mente.
SINOPSE
Foto do resenhista Peter O' Sagae
por Peter O' Sagae

Este livro de Leo Cunha, lançado pela primeira vez em 1998, divide-se em duas partes: Cantiga e Mente, cada qual com ilustrações diferentes de Marilda Castanha e Nelson Cruz.

Abrindo a primeira seção, a primeira estrofe de “A mão do poeta” é a retomada de poemas de Sylvia Orthof, lembrando-nos que a caneta é varinha de condão para quem tem mãos de fadas e depois sai descrevendo outros jeitos de fazer poesia: mão de obra, um tijolo sobre outro, mão-leve, roubando sonhos infantis, mão na massa ou no mouse, mão na roda que nunca sairá de moda. O poema título do livro — "Cantigamente" — é dedicado a Mário Quintana e fala de outros tempos, dos bondes pelas ruas, das matinês aos domingos. Então vão vindos poemas curtos que brincam com coisas leves, distantes, contadas em outros livros, numa atmosfera de sonho onde gatos são pardais. Tudo evocando noites e cantigas.

Na parte que se diz Mente, há mais espaço para o trocadilho, o nonsense, os jogos de composição e decomposição de encontrar uma palavra dentro da outra, a ambiguidade, as dúvidas, redizer frases feitas e fazer temas de fundo social, como o mendigo, o pivete, a moradia, a exploração, o trabalho que necessitamos escolher, a burocracia — e também a rebeldia do poeta que insinua quanto o poder da palavra pode melhorar o sentido do mundo.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 3-5, 6-8, 9+
Ano: 2012
País: Brasil
ISBN: 9788520930472
DIMENSÕES E ACABAMENTO
26.8 cm x 20.8 cm x 1.2 cm
Peso: 138 g
Páginas: 32
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Pensamento científico, crítico e criativo, Empatia e cooperação, Conhecimento, Repertório Cultural, Cultura Digital
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se divertir, Para se emocionar
GÊNEROS
Poesia
ASSUNTOS
Brincadeiras, Nonsense, Abandono, Desejo, Diferenças sociais, Bondade, Disparates, Absurdo, Acolhimento, Bagunça, Alegria
SOBRE LEO CUNHA
Foto do autor Leo Cunha
Leo Cunha é escritor, poeta, cronista, tradutor e professor universitário aposentado do curso de jornalismo, além de ministrar diversos cursos de literatura infantil e escrita. Seus textos tem recebido incontáveis reconhecimentos com o prêmio Nestlé, João-de-Barro, FNLIJ e Jabuti, além de selos “Altamente Recomendável”, indicações da Revista Crescer e Cátedra 10 de Leitura.
leia mais...

CLUBE DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 21.796.019/0001-66
atendimento@quindim.com.br
(11) 4563-6701

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.35