Seleções > Bisa Bia, Bisa Bel

BISA BIA, BISA BEL

Texto: Ana Maria Machado

Ilustração: Mariana Newlands

Editora: Salamandra
Bel é uma garota que atravessa várias gerações e aprende lições para a vida inteira. Tudo por meio da imaginação. Ela ouve a voz que vem de dentro.
SINOPSE
Foto do resenhista Dauana Vale
por Dauana Vale

O clássico de Ana Maria Machado, publicado originalmente em 1981, é considerado um fenômeno literário pela quantidade de prêmios, traduções, exemplares vendidos e emoções provocadas nos mais diversos leitores. A escritora relata que a história surgiu da saudade que sentia de suas avós, sentimento que transbordou na forma de Bel, uma garotinha curiosa que ensaia a igualdade entre os gêneros, questiona os padrões de comportamento e olha para o futuro com precaução.

Enquanto a mãe de Bel organiza gavetas e caixas, encontra um registro importante para a família, a fotografia antiga de Beatriz, a bisavó de Bel. A garota se encanta com o achado, o adota para si, o emoldura e passa a levá-lo consigo aonde quer que vá. Bel desenvolve muitas conversas com a sua bisa. E elas se tornam amigas, ainda que discordem de vários assuntos, como, por exemplo, como deve se comportar uma menina da idade dela: “Ah, menina, não gosto quando você fica correndo desse jeito, pulando assim nessas brincadeiras de menino!” Sérgio, amigo de Bel também acha que há coisas que só os meninos podem fazer, assoviar é uma delas. Isso a irrita tanto!!

Bia é uma bisavó diferente das outras conhecidas pelas crianças. Ela não tem cabelos brancos, e é uma criança como Bel. As semelhanças físicas chamam muito a atenção de quem vê a fotografia. E como seria uma bisavó do futuro? A voz misteriosa surge para dar esta resposta e mostrar que não há limites para a criatividade e a imaginação humanas.

Passado, presente e futuro correm como um rio dentro de Bel. Ela é o encontro das mulheres que já se foram com aquelas que estão por vir. Bel é o enlace de vidas pelo simples direito de ser quem é, com o próprio sobrenome, assinando suas legítimas palavras.

Esta edição recebe ilustrações coloridas e divertidas de Mariana Newlands.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 6-8
Ano: 2007
País: Brasil
ISBN: 9788516055622
DIMENSÕES E ACABAMENTO
23.5 cm x 16.5 cm x 0.9 cm
Peso: 165 g
Páginas: 80
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Pensamento científico, crítico e criativo, Autoconhecimento e autocuidado, Repertório Cultural, Argumentação
PRÊMIOS
Prêmio Jabuti - Ilustrações, Prêmio Maioridade Crefisul, Prêmio APCA de Melhor Livro Juvenil, Prêmio Bienal Noroeste - Melhor Livro Infantil, Prêmio Bienal de São Paulo - Melhor Livro Infantil do Biênio, Prêmio Américas
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se divertir, Para se emocionar
GÊNEROS
Novela, Realismo mágico
ASSUNTOS
Brincadeiras, Memória, Feminino, Identidade, Memória inventada, Lembranças, Protagonismo feminino, Avó, Fantasia, Questões de gênero, Aprendizado, Fotografia, Tempo, Dúvidas existenciais, Gerações, Imaginação
SOBRE ANA MARIA MACHADO
Foto do autor Ana Maria Machado
Em 2019, Ana Maria Machado comemorou 50 anos de carreira literária. Graduada em Letras, lecionou na UFRJ e na PUC-RJ e iniciou sua trajetória de escritos para crianças por meio de pequenos textos publicados na revista Recreio.No período da ditadura militar, Ana Maria Machado integrou o movimento de resistência dos professores. Em 1969 foi presa, e em janeiro de 1970 partiu para o exílio na Europa. Atuou como jornalista na revista Elle de Paris e no serviço Brasileiro da BBC de Londres. Ana Maria Machado lecionou Língua Portuguesa na Sorbonne. Estudou na École Pratique des Hautes Études, e defendeu sua tese doutoral em Linguística e Semiologia orientada por Roland Barthes. Retornou ao Brasil em 1972 e trabalhou como jornalista no Correio da Manhã, no Globo e no Jornal do Brasil. Seu primeiro livro infantil Bento que Bento é o Frade foi publicado em 1977 e na companhia das publicações de Ruth Rocha, inaugurou uma nova forma de literatura destinada às crianças brasileiras.
leia mais...
SOBRE MARIANA NEWLANDS
Designer gráfica, ilustradora e fotógrafa amadora. Cursou Desenho industrial na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e design gráfico e computação gráfica na Parsons School of Design, em Nova York. Mestre em literatura (PUC-RJ). Trabalhou nos departamentos de criação de sites da Rede Globo, Globo.com e TIMnet como designer, arquiteta da informação e coordenadora da equipe criativa de interface. Faz projetos gráficos de livros para adultos e ilustra títulos para crianças, além de desenvolver pesquisas com gravuras, ilustrações e experimentações fotográficas utilizando câmeras analógicas antigas.
leia mais...
Cartão MasterCard
Cartão Visa
Cartão Amex
Cartão Diners
Cartão Elo
Cartão Hipercard
Selo de segurança da Cloudflare

Clube de Leitura Quindim

Al. dos Maracatins, 548 - Cj. 04 | Moema

04089-001 | São Paulo-SP

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.49