Seleções > A vida íntima de Laura

A VIDA ÍNTIMA DE LAURA

Texto: Clarice Lispector

Ilustração: Odilon Moraes

Editora: Rocco
Laura apenas seria mais uma galinha do quintal, não fosse a sensibilidade de uma inventora de histórias chamada Clarice Lispector. Tente não se espantar com tantos detalhes sobre aquilo que não se diz a ninguém.
SINOPSE
Foto do resenhista Dauana Vale
por Dauana Vale

Todas as galinhas se parecem iguais no quintal, mas chegando perto para ver com outros olhos, somos convidados a observar com atenção as diferenças entre uma e outra, muito embora possa se esperar que todas bibiquem o chão e saiam correndo quando um humano tenta pegá-las de repente.

Laura divide o quintal de Dona Luísa com outras aves. Lá acontece de tudo! E, com mais intensidade, são os desdobramentos por dentro de Laura, coisas que ela não conta a ninguém. Seus medos e alegrias (se sentisse!), amigo extraterrestre e conjecturas para o futuro. A galinha que mais põe ovos, é vaidosa e uma mãe atenta, mas é apressadinha, tem pescoço feio, um cheiro desagradável e é bem desajeitada, “Laura não beija ninguém. Acho que ela dá umas bicadinhas meio sem jeito em Hermany”. A típica linguagem de Clarice Lispector dedicada aos pequenos leitores. Humor, ironia e filosofia numa espécie de diálogo entre a criança que a autora foi e a criança que está lendo seu texto.

O conto de Clarice Lispector recebe as ilustrações de Odilon Moraes e como resultado temos um álbum sensível, divertido, que busca causar uma ilusão de proximidade com a escritora Por vezes, entra em cena imagens da mulher que pensou e datilografou essa história, o que concede ao livro uma força narrativa, como se Clarice estivesse ainda mais presente entre nós.

Laura faz coisas comuns às galinhas, mas é na sua vida íntima que ela se constitui única. E ser uma galinha feia, burra ou histérica não é necessariamente ruim. O bem e o mal, o feio e o belo são postos às claras para que pesemos o quanto nos cobramos, nos julgamos, o quanto sabemos de nós mesmos e o que isso se relaciona com o que apontamos nos outros. E dos outros, de fato, sabemos pouco.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS
Faixa etária: 6-8
Ano: 1999
País: Brasil
ISBN: 9788562500374
DIMENSÕES E ACABAMENTO
25 cm x 25 cm x 1 cm
Peso: 500 g
Páginas: 48
COMPETÊNCIAS GERAIS BNCC
Autoconhecimento e autocuidado, Empatia e cooperação, Repertório Cultural
PRÊMIOS
Revista Crescer - 30 melhores livros infantis do ano
TIPOS DE LEITURA
Para refletir, Para se divertir, Para se emocionar
GÊNEROS
Álbum ilustrado, Fábula e história de animais, Conto, Realismo mágico
ASSUNTOS
Família, Egoísmo, Diferenças, Individualidade, Altruísmo, Beleza, Fases da vida, Respeito, Fantasia, Subjetividade, Quintal, Alteridade, Galinha, Imaginação, Cotidiano rural
MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O LIVRO
Info Escola - Comentários
SOBRE CLARICE LISPECTOR
Foto do autor Clarice Lispector
Uma das escritoras mais importantes do século XX e também uma das mais estudadas pela academia brasileira, Clarice Lispector escreveu para adultos e para crianças. Clarice chegou ao Brasil ainda bebê na companhia de seus pais, refugiados da perseguição aos judeus na Ucrânia. Morou em Maceió e no Recife, mudando-se para o Rio De Janeiro aos doze anos. Em 1941, Clarice passou a cursar a Faculdade Nacional de Direito, e atuou como redatora na Agência Nacional. Passou por experiências também no jornal A Noite. Em 1943 casa-se com o amigo de turma Maury Gurgel Valente. Em 1944 o casal se formou em Direito. Seu primeiro romance é publicado em 1944. Perto do coração Selvagem inaugura uma nova linguagem à prosa e arrebata a crítica. O livro é o vencedor do prêmio Graça Aranha. Clarice acompanha o marido diplomata em alguns anos de viagens, e se torna mãe de dois filhos. O divórcio ocorreu em 1959, e ela retorna à cidade do Rio de Janeiro e passa a trabalhar no jornal O correio da manhã. Em 1967, Clarice lança seu primeiro livro dedicado às crianças, o premiado O mistério do coelhinho pensante. Neste mesmo ano, a escritora e jornalista sofre graves queimaduras pelo corpo, o que a fez passar por algumas cirurgias e viver isolada. Publicou A hora da estrela em 1977, sua última obra em vida.
leia mais...
SOBRE ODILON MORAES
Foto do autor Odilon Moraes
Odilon Moraes nasceu em São Paulo em 1966 mas mudou-se pequeno para o interior. Voltou à capital para estudar arquitetura na FAU-USP mas nunca exerceu a profissão. A paixão pela ilustração e pelos livros o levou para outros caminhos. Já escreveu e ilustrou mais de 50 livros. Ganhou o prêmio Jabuti e o prêmio FNLIJ de melhor livro do ano algumas vezes. Além de escrever e ilustrar, dá cursos e oficinas sobre a história do livro ilustrado.
leia mais...
Cartão MasterCard
Cartão Visa
Cartão Amex
Cartão Diners
Cartão Elo
Cartão Hipercard
Selo de segurança da Cloudflare

Clube de Leitura Quindim

Al. dos Maracatins, 548 - Cj. 04 | Moema

04089-001 | São Paulo-SP

Site protegido por reCAPTCHA Enterprise e Google, de acordo com as Políticas de Privacidade e Termos de Serviço.
2022© Clube de Leitura Quindim - Marca registrada e todos os direitos reservados - versão 3.5.49