LUTO NA INFÂNCIA:

como acolher?

As

6

fases do

luto

segundo Dr. Alan Wolfelt

infantil

1

Entender a realidade

Neste período, a criança não compreende que seu ente querido de fato não irá mais voltar e tenta encontrar justificativas para sua ausência.

2

Sentir a perda

A criança abraça seus sentimentos de dor. Da mesma forma que os adultos, é necessário que eles vivenciem esse momento.

3

Relembrar sempre

Temendo que isso reforce a dor da criança, muitas pessoas podem tentar suprimir as lembranças do ente querido que partiu. Isso, entretanto, pode ter o efeito contrário. Ao relembrar quem perdeu, o pequeno pode manter a pessoa viva em suas memórias.

4

Formar identidade

As pessoas que marcam nossa vida fazem parte da formação de nossa identidade. Isso vale também para as pessoas que perdemos. Quando a criança perde um pai ou um avô, por exemplo, isso cria um vazio que não poderá ser preenchido e isso fará parte de sua identidade. 

5

Procurar significado

Por que essa pessoa morreu? O que acontece quando nós morremos? Nesta fase, é comum que esses questionamentos surjam para os pequenos. Nesse caso, vale até mesmo explicar à criança que você não tem todas as respostas.

6

Receber apoio

Tal como os adultos, as crianças não vivem o luto de forma linear. Essas fases podem ocorrer em várias ordens e se repetir. E, em todas elas, é essencial ter o acolhimento de um adulto de confiança com quem possam conversar abertamente sobre seus sentimentos.

livros

4

para falar

sobre

luto na

infância

PRÉ-LEITORES

0 A 2 ANOS

Acompanhe nesta linda obra a passagem do tempo, com suas alegrias e suas perdas.

LEITORES INICIANTES

3 A 5 ANOS

Para onde vão as pessoas que se partem? Neste livro, uma lenda chega para contar.

LEITORES AUTÔNOMOS

6 A 8 ANOS

Uma história de dois irmãos e uma perda. Como lidar com a ausência da pessoa mais querida para você?

LEITORES FLUENTES

9 A 12 ANOS

Uma menina confronta suas memórias e lida com a perda dos pais, em uma história emocionante de Lygia Bojunga.