Várias crianças tiveram que se adaptar ao isolamento. Mas para quem tem Transtorno do Espectro Autista (TEA), a nova realidade pode ser mais desafiadora.